Perfil Hoteleiro – Cláudia Marino (Fasano São Paulo)

Alçando voos ainda mais altos

Atuando no hotel Fasano São Paulo há 14 anos, ela comanda 160 colaboradores

Apaixonada pelo sobrinho João Pedro, de dois anos; pelo marido Juliano; e pelas duas “filhas de quatro patas”, Lua e Baleia; Cláudia Marino, gerente geral de um dos hotéis mais luxuosos da capital paulista, o Fasano São Paulo, queria mesmo era ser aeromoça. “Quando pequena, achava lindo poder estar sempre ‘nas alturas’. Mas, depois que cresci, vi que não aguentaria voar como elas” conta. 

Claudia diz que não sabe exatamente em qual momento começou a não se sentir tão a vontade dentro do avião, mas não deixa de viajar por causa disso. “Para mim, esse é o melhor investimento possível, mas que o trajeto me dá um grande medo, dá”, confessa.

O sonho pela profissão acabou, mas a vocação pela hospitalidade da aspirante à aeromoça falou mais forte e a hotelaria entrou definitivamente na vida de Cláudia em 1998. “Fui para os Estados Unidos estudar inglês três anos antes e lá conheci o Statler Hotel. Fiquei encantada com a dinâmica do lugar”, explica. Ao mesmo tempo, o pai de Cláudia, que ela considera sua grande inspiração profissional, atuava como diretor na rede Tropical Hotéis. “Viajávamos bastante e acabei tendo contato com o outro lado do balcão, o que, definitivamente, me fascinou”.

Leia mais na página 57 da edição 407

 

Deixe uma resposta