Lapinha Spa: renovada aos 40

Primeira clínica e spa aberta no País comemora a marca com premiações e reconhecimentos

A data oficial de fundação é 1972, mas o embrião do empreendimento que há 40 anos se estabelecia no Brasil como a primeira operação conjunta de clínica e spa começou a ser formado ainda na década de 50. Tudo começou quando a brasileira descendente de alemães, Margarida Bornschein Langer, voltou de uma viagem à suíça totalmente decidida a difundir aqui um conceito de tratamento de saúde e beleza que há muito já era praticado lá.

Inspirada no modelo suíço e motivada pela demanda criada a partir dessa iniciativa pioneira, surgiu a Lapinha Spa, no município da Lapa, no Paraná, a aproximadamente 85 km de Curitiba. A proposta, até então inédita, era a de estimular nos clientes a prática de hábitos de vida mais saudáveis, não apenas enquanto dentro da clínica mas também, e principalmente, fora dela. Tudo por meio de uma reorganização física e mental obtida a partir do combate a enfermidades usando forças da natureza, como água potável, solo livre de agrotóxico e fauna e flora preservadas. Surgiu assim a filosofia até hoje praticada na Lapinha com base em pilares como a terapia do biorritmo, que alia prevenção e até mesmo a cura de diversas doenças por meio da reabilitação integral dos hábitos e uma programação de atividades para equilibrar corpo, alma e espírito.

Hoje dirigida pelo casal Margareth e Dieter Brepohl, a clínica segue os mesmos preceitos instituídos pela fundadora, mas aparelhou-se ao longo do tempo, e o resultado veio em forma de premiações e reconhecimentos. Eleita como o Melhor Destino das Américas em 2012 e 2013 pelo World Spa Awards e Melhor Spa Médico do Brasil pela Viagem & Turismo – A Escolha do Leitor, o empreendimento é o único spa brasileiro a ostentar dois selos só concedidos com muito critério pelas internacionais Healing Hotels of the World e Condé Nast Johansens, em que figuram os melhores destinos do mundo entre spas, hotéis boutique, pousadas e resorts, entre outros estabelecimentos.

O segundo World Spa Awards foi recebido pela categoria ‘Best Destination Spa of the Year: America (North & South)’, em cerimônia realizada no Hilton Park Lane, em Londres. Na mesma categoria também concorriam o Banyan Tree Spa Mayakoba, em Mayakoba, no México, e o Sante Spa Victoria, em British Columbia, no Canadá. “Este prêmio é mais um certificado da qualidade e excelência da Lapinha”, ressalta a diretora de Marketing, Marianne Brepohl.
As políticas de sustentabilidade e preservação dos 550 hectares que abrigam a Lapinha se refletem em práticas como o aquecimento dos ambientes, pisos, piscinas e chuveiros feito por meio de uma caldeira abastecida com matéria-prima retirada e replantada em uma área reservada dentro da fazenda. O diferencial rendeu à Lapinha a certificação Carbono Zero.

INOVAÇÕES RECENTES

Constantemente estimulada pela sucessão de reconhecimentos, a Lapinha recebeu recentemente melhorias infraestruturais que incluem a instalação de uma equipada academia com projeto sustentável, uma piscina externa multifuncional aquecida e com vista para o bosque de araucária e a Clínica Bem-Viver, que oferece acompanhamento médico, estético e programas de relaxamento com equipamentos de alta tecnologia.

Entre os destaques, a diretora cita o primeiro tanque de Kneipp indoor do País – tratamento hidroterápico que intercala água quente e fria para o benefício da circulação sanguínea e equilíbrio da temperatura corporal. Além disso, a clínica conta agora com um novo chef de cozinha, Reinhard Pfeiffer, a quem foi proposto o desafio de aprimorar as receitas e modernizar a apresentação dos pratos do cardápio. “Também implementamos massagens com aromaterapia sem custo adicional aos clientes e incorporamos massagens especiais como a Tai Terapêutica, específica para tratar problemas músculo-esqueléticos que causam dores e limitações. Para manter o padrão de excelência das técnicas aplicadas na Lapinha, o fisioterapeuta Wilmar Chegalski passou uma temporada na Tailândia, onde concluiu o curso intensivo na Thai Massage School Shivagakomarpaj”, conta Marianne.

Entre os clientes da Lapinha estão homens e mulheres em torno de 40 anos, mas essa faixa etária tem diminuído, porque é cada vez mais precoce a corrida contra o envelhecimento. Para esse público a clínica oferece terapias anti-stress e programas de emagrecimento, relaxamento, regeneração e desintoxicação.

A grande novidade para 2013 é a abertura da primeira unidade urbana da Lapinha, e o destino escolhido foi a região do Itaim, em São Paulo. A casa será inaugurada no dia 19 de março, contando com quatro salas de massagem, aparelhos para a prática de pilates e consultório médico, com fisioterapeutas da Lapinha Spa, que se revezarão no atendimento ao público deste mercado. Entre eles estão os fisioterapeutas de terapias orientais Wilmar Chegalski e Aquico Takahasi, e o doutor Daniel Boarim, diretor clínico da Lapinha, especialista no tratamento da Síndrome de Burnout, distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso. Ali também será possível adquirir toda a linha de alimentos orgânicos produzidos pela Lapinha. O espaço funcionará, ainda, como uma espécie de pós-Lapinha, onde os hóspedes que frequentam ou já frequentaram a clínica possam maximizar os resultados e alcançar seus objetivos.

Deixe uma resposta