Gramado comemora 100 anos

Além da gastronomia e das festas tradicionais, cidade quer incentivar o turismo rural

O charme do clima europeu e das construções em estilo bávaro encanta turistas que visitam Gramado o ano todo. Localizada na Serra Gaúcha, a cidade de cerca de 34 mil habitantes completa 100 anos em 2013. Conta-se que no fim do século 19, a região servia de passagem para tropeiros que tocavam o gado pelos campos de cima da Serra. Ao chegarem ao topo encontravam um espaço de grama macia e verde que servia de repouso. Daí a origem do nome do município.

Em 1875, a cidade foi colonizada por portugueses, depois pelos alemães e, cinco anos mais tarde, por italianos. A diversidade dessas culturas pode ser vista por todas as partes, na culinária, nas danças, nas músicas e nas roupas, ainda que o ‘gauches’ também esteja presente na vida desse povo hospitaleiro. Alguns produtos provenientes dessas culturas – geleias, biscoitos, cachaças, sucos, vinhos, queijos, salames e massas caseiras – podem ser vistos, e adquiridos, na Casa do Colono, espaço localizado na Praça das Comunicações, ao lado da rodoviária.

Recheada de bares, bistrôs, lojas de chocolates, confecções e outros artigos, está a Rua Coberta, um dos pontos mais charmosos da cidade. Coberta com vidro e trepadeiras, o local está sempre movimentado. Além de ótimas opções de compras, o local é palco também de apresentações artísticas, como espetáculos de dança, teatro, shows musicais e desfiles de moda.

Natureza é chamariz

As belezas de Gramado chamam a atenção em qualquer época do ano – a vegetação serrana contrasta com o céu ora azul ora branco de neblina. Além da bela vista que se tem do vale do quilombo a partir da estrada que liga a cidade à vizinha Canela, o visitante tem à disposição pontos turísticos – naturais e planejados – para fazer caminhadas, praticar exercícios ou apenas observar as belezas e relaxar.

Entre eles está o Lago Joaquina Rita Bier. Idealizado por Leopoldo Rosenfeldt, que na década de 30 tornou-se responsável pela administração do patrimônio dos herdeiros da baronesa Joaquina Rita
Bier, proprietários das terras, o espaço de 17 mil metros quadrados é cercado por casas de veraneio, hotéis e araucárias com mais de 70 anos. No natal, o lugar se transforma em um palco e recebe arquibancadas para as apresentações do nativitaten, uma verdadeira ópera a céu aberto que integra os espetáculos do natal Luz, uma das principais atrações da cidade que promove eventos 12 meses ao ano.

Um dos mais conhecidos cartões postais da cidade, o Lago negro, também foi construído por Rosenfeldt depois que um incêndio arrasou boa parte da vegetação nativa na década de 40. Para conter o fogo, o empreendedor decidiu abrir valas no terreno e encontrou uma vertente, que deu origem ao lago. Para decorar as margens foram importadas da Alemanha mudas de espécies da floresta negra, daí, especula-se, venha o nome do lago.

Aproveitando as belas paisagens locais, e com o intuito de levar os benefícios do turismo também para o interior do município, a Secretaria de turismo tem investido no turismo Rural, que hoje
conta com três rotas – tour no vale / Linha 28; Raízes Coloniais / Linha Bonita e Linha nova; e O quatrílho / Campestre do tigre e tapera – e dois roteiros em desenvolvimento – Linha Ávila Alta/Linha Ávila Baixa e várzea Grande/Serra Grande – ainda em fase de definição de locais de visitas e posterior treinamento.

O lançamento está previsto para acontecer durante a festa da Colônia de 2014 (provavelmente realizada no mês de maio). Quem participa dos roteiros pode conhecer paisagens deslumbrantes e um pouquinho da rotina dos colonos, que os recebem em suas casas, mostram a propriedade e explicam as fases de produção de seus artigos artesanais, como cafés, geleias, vinhos, cachaças, pães, cucas, entre outros.

Novidades em 2013

Gramado é a principal cidade turística da Serra Gaúcha e, este ano, terá novidades em sua infraestrutura para atrair cada vez mais visitantes. Entre as novidades estão dois reforços em sua estrutura viária. A avenida Borges de medeiros, a principal da cidade, ganhará um novo contorno, por fora da área movimentada, para veículos pesados. A obra vai contar com R$ 2,9 milhões do ministério
do turismo (mtur).

Outra obra importante já está em execução, e que recebeu aporte de R$ 8,1 milhões do mtur, é o anel viário, que terá nova pavimentação e deve melhorar o trânsito na estrada que liga a Linha nova ao centro da cidade. De acordo com o secretário nacional de Programas de Desenvolvimento do turismo, fábio mota, as obras contribuem para fortalecer a economia da cidade – 90% da movimentação financeira local é gerada direta ou indiretamente pelo turismo. A verba já foi liberada e as obras estão em execução.

Com obras iniciadas em março de 2012, um projeto ambicioso deve ser entregue até o final do ano. instalado em um terreno de 48 mil metros quadrados (14,8 mil deles de área coberta), o Snowland será o primeiro parque de neve indoor da América Latina e o maior empreendimento turístico de toda a região das Hotênsias.

Encabeçado pelo empresário André Caliari, o empreendimento será uma cidadezinha em estilo bávaro medieval, com decoração em madeira e pedra e mais de 30 atrações para a família toda. “O Snowland vai proporcionar uma experiência de imersão em alto grau. Os visitantes terão a sensação
de estarem em outra realidade”, disse Caliari.

O investimento no parque, que conta com tecnologia holandesa, chega a R$ 60 milhões, vindos da família Caliari e de um grupo de investidores, e terá retorno estimado de cinco a oito anos, segundo o empresário. Para a produção de toda a neve, o empreendimento contará ainda com uma estação
de tratamento de água com capacidade para armazenamento de 600 mil litros, que serão captados através do telhado do empreendimento, cuja área soma mais de nove mil metros quadrados. A estação de tratamento vai permitir uma economia no consumo de água potável e devolverá a utilizada com um grau
de pureza de 90%.

Deixe uma resposta