Design Hotels

Fator humano é essência dos associados

Nos últimos tempos, o conceito de hotel design é difundido pelo mundo inteiro. Empresas buscam materiais e concepções diferenciadas para decoração e arquitetura. Grandes cadeias fazem adaptações, inserindo suas propriedades nessa categoria. Como essa ideia tornou-se um preceito universal, o fator humano ganha importância. É o que realmente faz o empreendimento ser único.

Este é o diferencial dos associados do Design Hotels, organização criada há 16 anos pelo alemão Claus Sendlinger, com o objetivo de reunir joias da hotelaria mundial que possuam mais do que conceitos arquitetônicos, que apresentem uma história por trás do projeto. Para fazer parte, vários critérios são considerados, inclusive a intuição dos avaliadores. O hotel deve ter algo especial.

“Nossos hóspedes não querem apenas um lugar bonito para ficar, são pessoas que viajam muito e estão em busca de inspiração”, explica o CEO e fundador da instituição. No ano passado, mais de 400 empreendimentos se inscreveram, mas apenas 25 conseguiram entrar no seleto grupo de 180 hotéis espalhados por 43 países.

Made by Originals

Para arquitetar um empreendimento único, profissionais originais. A campanha do Design Hotels ‘Made by Originals’ é uma homenagem a estas personalidades inventivas e excêntricas, que transportam suas ideias e paixões para os hotéis que criam. No início de 2009, Sendlinger e outros executivos selecionaram dez experts. Os trabalhos e as inspirações, além dos vídeos com suas histórias, foram mostrados em 17 cidades, durante um tour de 60 dias. E a campanha continua, outros dez nomes já estão sendo escolhidos para a segunda etapa.

Entre os homenageados está a arquiteta e designer Nini Andrade Silva, responsável pelo visual do The Vine Hotel, na Ilha da Madeira (Portugal). Um hotel com alma é como um bom vinho. Assim o local é definido. Primavera, verão, outono e inverno estão juntos em um mesmo prédio. O The Vine possui quatro andares, cada qual com quartos alusivos a uma estação do ano, representando as fases da maturação da vinha.

O restaurante panorâmico, com vista para a cidade, tem assinatura do chef alsaciano Antoine Westermann, reconhecido internacionalmente por sua cozinha inventiva e de fusão, que ressalta os ingredientes locais. No The Vine Spa, decoração e produtos também remetem ao tema. Luxuoso e aconchegante, possui poltronas, quadros, iluminação e objetos da cor vinho. Os ingredientes utilizados são de uma das marcas mais prestigiadas do mundo, a TheraVine, nascida nos campos vinícolas da África do Sul.

Inusitados também são os hotéis do Grupo Habita. Tudo começou quando os amigos Carlos Couturier e Moisés Micha, que nada sabiam de hotelaria, decidiram começar um negócio. Em 2000, Moisés abandonou a carreira de 15 anos em um banco em Nova York (EUA) e Couturier deixou a fazenda de frutas (que ainda possui) no Estado mexicano de Veracruz para abrir o Habita Hotel, na Cidade do México.

Como um cubo de gelo gigante encravado no exclusivo bairro Polanco, tido como uma espécie de redoma onde os ricos costumam circular sob o olhar atento dos vigilantes, a primeira unidade do grupo – hoje, com sete propriedades e plano de mais oito – é resultado da reformulação total de um prédio tradicional dos anos 50, em que dez arquitetos encapsularam a construção em painéis de vidro fosco.

Na cobertura, a vista panorâmica da cidade pode ser apreciada com um bom drink no bar Area, onde também está o Aqua Spa e a piscina descoberta com mural de azulejos em preto e branco do artista plástico holandês Jan Hendrix. Os quartos possuem apenas uma cama, cadeiras e uma mesa de vidro. A abordagem minimalista e a criatividade na decoração dos ambientes abrem os olhos do velho mundo para um novo conceito

Deixe uma resposta