Conexão com a natureza motiva o turismo de bem-estar

A Wellness Tourism Association (WTA) realizou recentemente uma pesquisa que apontou o desejo de estar na natureza e a melhoria da saúde mental como os dois dos maiores impulsionadores do turismo de bem-estar no pós-quarentena.

Com aproximadamente 4.000 participantes de 48 países, a pesquisa foi elaborada para entender as motivações dos consumidores ao planejar uma viagem de bem-estar à medida que o setor começa a se recuperar.

Na pergunta aberta: Como o Covid-19 afetou sua vida e quais são as motivações para fazer uma viagem de bem-estar?  As respostas mais comuns foram:

  • desejo de estar na natureza;
  • melhorar a saúde mental;
  • conexão social;
  • desejo de estar com pessoas que tenham o mesmo interesse e opiniões;
  • aprender a ser proativo sobre sua própria saúde e bem-estar.

Anne Dimon, presidente e CEO da WTA, destaca “Quando comparada à pesquisa de 2018, com mais de 2.500 respondentes, a pesquisa de 2020 reforça a importância da natureza e atividades ao ar livre como pilar essencial das férias de bem-estar”.

o protagonismo da natureza confirma as evidências científicas que apontam para taxas reduzidas da transmissão do vírus em espaços abertos e a vontade de muitos viajantes em buscar experiências ao ar livre.

Já na questão: Quais seriam as principais motivações para reservar uma viagem de bem-estar? Os participantes tiveram que classificar 28 declarações em uma escala de 1 a 7 (sendo 1 menos importante e 7 mais importante).

• voltar à vida cotidiana sentindo-se rejuvenescido – 38%

• fugir das demandas do dia a dia – 26%

• experimentar atividades ao ar livre – 25%

• ter uma aparência boa e se sentir melhor – 24%

• conectar com a natureza – 24%

• encontrar paz e sossego – 21%

• ter uma noite de sono melhor – 17%

• aprender maneiras gerais de melhorar a saúde 17%

Além disso, mais de 20% dos entrevistados indicaram que seria “extremamente provável” reservar férias de bem-estar nos próximos dois anos, enquanto 24% indicaram que o bem-estar “poderia” ou “será” o foco de sua próxima viagem.

Dimon ressaltou que conforme o setor começa a se recuperar, os resultados da pesquisa fornecerão a consultores de viagem dados importantes sobre a motivação dos consumidores para a as viagens de bem-estar pós-pandemia.


A pesquisa foi realizada em parceria com o Professor Danny Kessler da Youngsan University em Busan, Coreia do Sul. A WTA divulgará uma análise mais detalhada ainda este ano


Deixe uma resposta