Rio de Janeiro em crise

A situaçÃo pode ser revertida?

Não é novidade para ninguém que a Cidade Maravilhosa, porta de entrada para turistas estrangeiros no País, está em uma crise difícil de superar. O Rio de Janeiro (RJ) sofre com problemas tanto na estrutura econômica, quanto na política, verdade que afeta consideravelmente e, sem dúvida alguma, o setor turístico.

Nos meios de comunicação estrangeiros, os holofotes no Brasil estão voltados para duas questões principais: a violência e os confrontos políticos que assolam, sobretudo, o Rio. Desde 2017, a pergunta que permeia a cabeça dos brasileiros é se as autoridades realmente enxergam o quadro atual do caos existente na capital fluminense. Como seria possível, então, revertê-lo?

De acordo com o novo ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, as maiores economias do mundo já passaram por crises econômicas e políticas. “Os países normalmente entendem que esse é um processo natural na democracia. No Brasil, as instituições públicas vêm mostrando que são sólidas e, por isso, o contexto tende a não afetar o turismo. O setor, inclusive, vem conquistando cada vez mais espaço na economia. Isso porque, em momentos de crise, o turismo é o que responde mais rápido na geração de empregos e renda para a população. São sete milhões de pessoas trabalhando direta e indiretamente em mais de 50 atividades relacionadas ao setor”, defende.

Leia a matéria completa na página 32 da edição 403

 

Deixe uma resposta