Paradise Resort vive um novo momento

Mercado internacional está na mira e a Copa do Mundo é o start nesse processo

Localizado em Mogi das Cruzes, a apenas 70 quilômetros da capital paulista, o Paradise Golf & Lake Resort vive um novo momento na sua gestão, em que os principais objetivos são a maior aproximação com o trade profissional e a retomada do mercado internacional. A conquista desta última meta, em particular, começa a ser desenhada com força já a partir deste ano, com a eleição do resort como ‘a casa da seleção da Bélgica’ nesta Copa do Mundo, encerrando com sucesso uma rodada de negociações iniciadas quatro anos atrás.

“Os primeiros contatos ocorreram ainda em 2010, e partir daí entramos em um amplo processo profissional em que o resort foi testado de várias maneiras, em toda a sua estrutura, como segurança, alojamentos e gastronomia, entre outros”, conta Ricardo Aly, que em dezembro passado assumiu a diretoria comercial do resort.

Tendo a seu favor uma infraestrutura construída e desenvolvida tanto para receber hóspedes de lazer quanto atender as necessidades mais específicas do segmento corporativo, o Paradise passou pelo crivo sem a aplicação de nenhum investimento adicional. “Nossa estrutura é completa e já estava em total acordo com o padrão Fifa. Passamos regularmente por rígidos processos de conservação, o que mantém o resort sempre atualizado e isso fez com que todas as vistorias fossem realizadas sem qualquer observação”, explica Aly, lembrando que o resort foi prospectado por 12 seleções e algumas visitaram as instalações mais de uma vez.

Instalado em área de 1,2 milhão de metros quadrados, à beira da represa de Taiaçupeba e cercado de muita natureza à sua volta, o resort inaugurado em 2001 conta com 418 apartamentos e suítes, e uma configuração de empreendimento de classe internacional, que inclui centros de convenções adaptáveis a eventos de diversos tipos e capacidade para duas mil pessoasa, business center, spa, e um campo de golfe profissional com 18 buracos. “O resort é um referencial no segmento de eventos, representando a maior parte do faturamento mensal do resort”, conta Aly.

Complementando a oferta para o segmento de lazer, em que o resort também tem parcela significativa de público, os mais recentes investimentos resultaram na ampliação dos atrativos incorporando novidades como o paintball, uma ciclovia com cinco km de extensão com bicicletas para adultos e crianças e a ampliação do complexo de tênis, que passou a contar com 13 quadras, sendo nove de saibro. Além disso, a piscina principal também teve a capacidade ampliada, uma sala de cinema foi inaugurada, assim como um novo espaço para refeições privativas, com vista panorâmica para os jardins e a represa com capacidade para até 650 pessoas.

Vista privilegiada

Os apartamentos com, no mínimo 40 m2, são equipados e oferecem varanda e vista privilegiada para a represa, piscina, jardins ou campo de golfe e acomodam até quatro pessoas. Entre as opções de acomodações também há suítes com antessalas, e apartamentos conjugados e adaptados para portadores de necessidades especiais.
O campo de golfe oficial, com 18 buracos, oferece aulas para iniciantes em driving range e putting green. Já o Spa Homare – Aroma & Terapia, localizado à beira da represa, tem em seu menu diversas opções de massagens e terapias relaxantes, energizantes e revigorantes, entre rituais de beleza, relax, banhos de ofurô (individual ou coletivo) e tratamentos estéticos.

“Hoje o resort é muito procurado para pré-temporadas, devido à essa sua estrutura. Existem também muitas vantagens de logística, pois somos os mais próximos da capital e do aeroporto internacional de Guarulhos. Além disso, a natureza e o entorno do resort são grandes diferenciais, promovendo um cenário único”, afirma o diretor comercial do resort que terá apenas parte das instalações fechada com exclusividade para a delegação belga durante a Copa. “Esperamos consolidar ainda mais o Paradise Resort como um excelente produto em eventos e lazer, e provar agora também sua grande vocação para atender as necessidades do segmento esportivo”, completa.

Deixe uma resposta