Fazer mais com menos: setor hoteleiro revê a gestão do caixa

Enquanto suporta os efeitos de uma crise sem precedentes, a hotelaria brasileira coloca em prática a equação que vale ouro para as finanças de qualquer negócio: fazer mais com menos. No caso hoteleiro, fazer mais significa preservar os empregos, arcar com os gastos operacionais, se adequar aos novos protocolos de segurança e higiene e manter as condições básicas para retomar as operações.

A depender do cenário nacional, essa jornada pela sobrevivência não será fácil, já que o setor precisa se reinventar no momento em que o país vive uma crise sanitária, outra econômica e, como se já não bastasse, uma crise política. A herança dessa combinação inflamável, segundo o Banco Mundial, será uma retração de 5% no PIB brasileiro em 2020. No primeiro trimestre deste ano, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o número de desempregados no País já chegou a 12.850 milhões.

A pandemia redefiniu os rumos da sociedade brasileira, aponta o economista e diretor do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcelo Neri. “Após passarmos por uma grande recessão, vínhamos numa retomada lenta. No último trimestre de 2019, ironicamente, a desigualdade social parou de aumentar no Brasil. Mas, agora, voltará a subir novamente. Antes da pandemia do novo coronavírus tínhamos um cenário de melhora contínua que foi trocado por uma crise não anunciada de grandes proporções”, contextualiza.

O economista pontua que a atual crise contém elementos mais abrangentes e complexos do que as anteriores. “Essa é muito mais difícil de se fazer uma projeção do que a recessão de 2008, que era basicamente econômico-financeira de demanda. Agora, temos esse componente da demanda, com pessoas presas em casa e sem consumir, e temos também a crise da oferta, que é o grande problema do turismo”, analisa Neri.

Leia a matéria completa na edição 414 (aqui) ou no nosso app, disponível para download na Apple Store e no Google Play

Deixe uma resposta