Expectativas de bons resultados na Equipotel Nordeste

Feira reúne 136 expositores nacionais e internacionais em Pernambuco

Grandes expectativas marcam a edição regional da Equipotel, a maior feira de Hotelaria e Gastronomia da América Latina que chega a Pernambuco acompanhada das empresas líderes em seus setores para mostrar todas as novidades em produtos e serviços de aproximadamente 60 segmentos da economia.

Este ano, a Equipotel Nordeste divide o Centro de Convenções de Pernambuco (Cecon-PE) com a Mostra Internacional de Turismo (MIT). “Nossos 136 expositores estão espalhados por onze mil metros quadrados em 2011, mas na edição do ano que vem teremos 23 mil metros quadrados de pavilhão”, diz o gerente de Vendas das feiras do Grupo Equipotel, Marcelo Vital Brazil.

O profissional conta que devido à grande aceitação do evento e à consolidação econômica do mercado nordestino, a equipe comercial precisou limitar a venda de metros quadrados por expositor este ano. “Assim, empresas de todos os segmentos puderam participar, mas em 2012 todos poderão adquirir áreas maiores para a exposição de seus produtos”, explica.

Para promover uma feira com a já tradicional qualidade da Equipotel foram investidos R$ 5 milhões, como conta a diretora-superintendente do Grupo Katia Castro. “Ficamos felizes em atingir os empresários do Norte e do Nordeste. Esse projeto existe há bastante tempo e a decisão de agendar a realização para esse momento tem a ver com a consolidação da região como polo de novos negócios e grandes investimentos”, enfatiza.

Otimistas também estão os expositores, que decidiram investir na feira no Nordeste por acreditar na credibilidade do nome Equipotel e na região. “O mercado nordestino tem grande potencial e a participação na Equipotel Nordeste é uma das ações em nosso planejamento para atingir os objetivos de crescimento. Procuramos mais que apenas gerar negócios, buscamos fazer novos contatos e fortalecer nossa marca com a participação na feira na região Nordeste”, diz a analista de Marketing da Prática Technicook, Louise Rubin.

Para Jones Pellini, diretor de Marketing e Desenvolvimento de Novos Produtos da Kaballa, o nordeste é a bola da vez. “Queremos ver de perto o que vai acontecer, arriscamos sempre como empresários. Este é nosso papel. Acreditamos muito na divulgação para os diversos nichos que a Equipotel trabalha e acreditamos que a equipe da feira divulgará muito bem as empresas expositoras”.

No ano passado, a Americainox atingiu faturamento de quase oito milhões de reais e a projeção para 2011 é de um incremento de 50% nesse montante. “Decidimos participar da Equipotel no Nordeste por acharmos que o evento vai nos proporcionar um crescimento em nossas vendas e quem sabe será um trampolim para a Equipotel São Paulo. A nossa expectativa para este evento em Recife é muito boa, pois vamos lançar uma linha de cocção modulada em parceria com uma grande empresa chinesa”, enfatiza o diretor-superintendente da empresa, João Bosco Viana.

“O ciclo de uma feira é de 12 meses, começa em seu primeiro dia de realização e se prolonga até o dia anterior da inauguração da edição do ano seguinte. Com isso, projetamos que a Equipotel Nordeste vá gerar R$ 780 milhões em negócios esse ano”, afirma Marcelo Vital Brazil.

Eventos paralelos

Além de todas as novidades em produtos e serviços, a Equipotel Nordeste foca na capacitação profissional. Como na edição de São Paulo, acontece o Equipotel Conference. Esse ano, duas importantes parcerias foram firmadas: uma com o grupo Kronberg, no Workshop de Capacitação Profissional, e outra com a Associação Brasileira de Governantas (ABG), no Workshop de Governança Hoteleira.

De acordo com Maria José Dantas, presidente da ABG, a região foi estudada para que os cursos oferecidos fossem voltados para as necessidades apresentadas pelo mercado. Sob o tema central Gestão Operacional do Setor de Governança, os profissionais discutirão assuntos como treinamento de equipes, desenvolvimento de lideranças, atendimento de excelência, entre outros. “Percebemos uma certa informalidade no atendimento, o que acaba por comprometer o serviço. Sendo assim, buscamos cursos de alto nível para o mercado nordestino, que está em expansão”, avalia.

O presidente do grupo Kronberg, Carlos Aldan, conta que os assuntos foram cuidadosamente escolhidos e especialmente customizados para a Equipotel Nordeste. “Todos os temas terão relevância e aplicabilidade imediata”, destaca. Segundo o executivo no Workshop de Capacitação Profissional, a cada dia, consultores especializados abordarão um determinado assunto em sessões de quatro horas, divididas em dois períodos iguais com intervalos de uma hora entre elas – das 14h às 16 e das 17h às 19h.

Na área gastronômica, o chef Charlie Carving, da Carving Studio Brazil, leva sua Oficina de Esculturas em Alimentos para o Nordeste pela primeira vez este ano. Sucesso na edição de São Paulo, os cursos ensinam técnicas tailandesas de entalhamento em frutas e vegetais. “Muitas pessoas já nos conhecem da Equipotel São Paulo e os empreendimentos do Nordeste investem em seus profissionais, compram nossas ferramentas e nosso livro. Estou otimista”, afirma chef Charlie.

O secretário de Turismo do Recife, André Campos, afirma que a iniciativa é uma excelente oportunidade para o setor hoteleiro. “A gastronomia tem sido apontada pelos turistas em pesquisas como uma das principais opções de lazer na cidade, assim como a praia e a cultura. A cidade de Recife vive uma ótima fase no turismo. Temos uma ocupação hoteleira girando em torno de 85% com rentabilidade e crescimento proporcionais em toda a cadeia produtiva e esse cursos vêm para aprimorar o atendimento”, avalia o secretário.

Deixe uma resposta