Etnia Casa Hotel, em Trancoso (BA), adota tecnologia com névoa para sanitização de ambientes

A Etnia Casa Hotel, de Trancoso (BA), é o primeiro hotel do Brasil a utilizar a tecnologia Fog in Place (FIP), que dispersa uma névoa 100% atóxica, inodora e seca por meio de equipamento na desinfecção de espaços. Essa névoa cobre todas as superfícies com uma nano película de inativação de bactérias e vírus, entre eles a Covid-19. O sistema de sanitização foi desenvolvido pela Marcopolo Next em parceria com a startup Aurratech.

André Zanonato

Inicialmente, o projeto tinha como foco o uso em veículos de transporte, mas agora foi adaptado para a hotelaria. Disponível em dois modelos, com potência menor e maior, respectivamente, a máquina dilui peróxido de hidrogênio em água e libera névoa seca em todo o ambiente, cujo índice de desinfecção fica em 99,9% após cerca de 15 minutos.

“Estávamos há três meses e meio esperando pelos protocolos e, em seguida, procuramos novas opções de produtos para garantir mais segurança na hospitalidade. Fui informado sobre essa técnica de névoa para sanitizar ônibus e pensei que poderíamos utilizar o mesmo equipamento no hotel. Agora sou o primeiro a utilizá-lo na hotelaria do País”, comenta o proprietário da Etnia Casa Hotel, André Felippe Zanonato, que também é o responsável pela distribuição da tecnologia para o setor hoteleiro.

No entanto, esse equipamento não descarta o uso de protocolos de segurança e higienização. “Limpar não significa sanitizar. Então higienizamos primeiro o ambiente para depois sanitizá-lo com a máquina de névoa. O equipamento serve como um complemento às normas dos protocolos, além do uso de equipamento de proteção individual (EPI) e outros cuidados que temos”, reforça Zanonato.

Veja abaixo como funciona:

Deixe uma resposta