Espaços compartilhados

Uma mesinha, uma cadeira e uma luminária compõem um ambiente icônico nos quartos de hotéis. Esse cenário simples sintetiza como a hotelaria se preparava até aqui para atender a demanda corporativa.

Para a sócia-diretora da consultoria Mapie, Trícia Neves, os espaços corporativos estão se expandindo nos hotéis seguindo uma tendência de ampliação de áreas de convivência. “Nos últimos anos presenciamos a transformação dos lobbies, que deixaram de ser apenas locais de passagem para se tornarem espaços de permanência”, especifica a profissional.

A diretora-executiva da rede Selina no Brasil, Flávia Lorenzetti, considera que as estratégias para atender a demanda corporativa nos hotéis eram limitadas. “Muitos hóspedes não prolongavam a estadia porque não encontravam um espaço adequado para trabalhar nos hotéis”.


Hoje, os dois principais símbolos dessa expansão dos ambientes de negócios na hotelaria são o aluguel de salas para fins comerciais e o coworking.

Leia a matéria completa na edição 413

Deixe uma resposta