Canais internos de TV

ATÉ ONDE É POSSÍVEL INOVAR COM ESSA MÍDIA?

Lançando mão da criatividade e da tecnologia disponível, alguns hotéis brasileiros estão inovando na produção de conteúdo cada vez mais diversificado na programação eletrônica apresentada ao hóspede. A mídia indoor, que começou timidamente a ser explorada em elevadores de edifícios comerciais, ganhou espaço na hotelaria e chegou às áreas sociais, em telas de plasma e imagem com alta definição. Os canais internos de TV, entretanto, ainda não são unanimidades entre as redes, que preferem concentrar a opção nos empreendimentos mais voltados ao público de lazer.

Com o foco tanto no segmento de lazer quanto no corporativo, a mineira Hotéis Arco implantou recentemente um projeto piloto de mídia indoor no San Diego Belo Horizonte. A iniciativa, de acordo com o gestor financeiro, Simonal Dias, pode estender-se aos outros quatro hotéis administrados pelo grupo, mas não há, até o momento, um projeto voltado a instalação de canais internos nos apartamentos. “Há alguns fatores a serem analisados, além do próprio custo do sistema”, afirma Dias, apontando, por exemplo, a disponibilidade do canal. “Geralmente as operadoras de TV via cabo mantém um canal vazio, que utilizam para divulgar a programação. Mas se o dedicarmos à programação interna, o hóspede perde a chance de ampliar as opções via cabo, quando um novo sinal é liberado, ainda que temporariamente”, analisa.

INTERAÇÃO

Na opinião do gestor, o grupo só investe em projetos novos quando pode antever a aceitação do público. “Estamos sempre buscando novas formas de interação com o hóspede. Recentemente concluímos a implantação, em todas as cinco unidades, da Rádio Arco Corporativa, com duas seleções, uma clássica e outra contemporânea, como opção aos hóspedes que reclamavam da interrupção da programação musical durante o horário político, por exemplo”, conta Dias. “E é muito comum recebermos sugestões dos próprios hóspedes para a nossa seleção musical, o que demonstra que a ideia está sendo bem aceita”, completa.

O Costão do Santinho, Resort & Spa, em Santa Catarina, é um case de sucesso de exploração da mídia eletrônica dedicada ao hóspede. Sob a coordenação de Dudu Fernandes, responsável pelo setor de Entretenimento, o sistema está em rede nos 695 apartamentos do resort – alguns com até quatro dormitórios – e também nas áreas sociais internas. O diferencial é o conteúdo, que não se restringe à programação diária disponível ou à apresentação institucional do empreendimento, como é mais comum. A seleção é bastante variada e o conteúdo produzido no próprio resort. “Atualmente estamos apresentando três programas diferentes, um de esportes, um de ecologia e outro dedicado ao público infantil, que se alternam em blocos e têm o conteúdo atualizado mensalmente”, informa Fernandes, que além de responsável pelo conteúdo é quem apresenta boa parte da programação.

“Temos 17 diferentes tipos de unidades habitacionais no resort e quando estamos com a capacidade plena chegamos a receber 2,2 mil hóspedes, em média. Tentamos produzir um conteúdo que agrade a família toda. E além do entretenimento, também inserimos informações sobre a ilha, atrativos, restaurantes, etc., e informações úteis, como cotação do dólar e a previsão do tempo, além, é claro, da nossa própria programação de lazer”, conclui.

Alberto Cestrone, gerente geral do Breezes Bahia, na Costa do Sauípe (BA), também vê o canal interno como um aliado na comunicação com o hóspede. “Temos uma programação de lazer bastante variada e essa é uma forma eficaz de divulga-la para o público. O canal é acionado automaticamente quando o hóspede liga o aparelho de TV e se torna o primeiro contato dele com o resort”, destaca Cestrone, que está no resort há pouco mais de dois meses, mas sabe que o serviço já é adotado desde a abertura, há dez anos. De acordo com o gerente, o conteúdo fica a cargo do departamento de TI e é atualizado, em média, a cada 15 dias, ou sempre que se deseja transmitir alguma informação específica, como horário de shows, funcionamento dos restaurantes, check-in e check-out, transfers para o aeroporto ou novidades da rede.

Deixe uma resposta