155 Hotel: nova proposta para São Paulo

Com a inauguração do 155 Hotel, no final de maio, a cidade de São Paulo ganha uma opção “low cust” (baixo custo) de hospedagem, conceito que concilia baixo valor de diária com conforto e praticidade. Com 76 apartamentos em dez pavimentos, o empreendimento foi totalmente revitalizado, observando critérios construtivos de ponta para a preservação ambiental e adaptação de pessoas com dificuldades de mobilidade.

Para criar um hotel com esses aspectos, o empreendedor Sergio Luiz Pereira investiu algo em torno de seis milhões de reais em obras, instalações e decoração, no edifício de sua propriedade, situado no coração da capital paulista, à Rua Martinho Prado nº 173. O endereço estratégico é adjacente a diversificada opção gastronômica, perto de teatros e cinemas e de fácil acesso tanto aos shoppings, roteiros de compras e pavilhões de exposições como aos meios de transportes. O hotel está a poucos minutos da estação República do Metrô.

Sonho concretizado

Há 26 anos no setor, Sergio cursou hotelaria em Boston (EUA), na University – MA (Massachusetts). Iniciou sua carreira na recepção de um empreendimento de Nova York e ocupou todas as funções dos meios de hospedagem, incluindo experiências em várias redes internacionais.

Nessa trajetória, observou que muitos consumidores têm nova expectativa de hospedagem. Há cinco anos, traçou sua meta: ter um hotel próprio, projetado para atender a essa parcela crescente de viajantes, típica do início deste século. São pessoas descoladas e econômicas, que tem estilo e não abre mão de conforto.

Assim, foi configurado o 155 Hotel, nome inspirado em sua trajetória de vida. “Por vezes, eu me deparei com esta sequência de números, até que ao adquirir um imóvel, para outro empreendimento, mais uma vez lá estava o 155 no número do prédio. Resolvi, então, adotá-lo como razão social do hotel, pelo significado pessoal de sorte. Além disso, soa bem em todos os idiomas”, explica Sérgio.

Após quatro meses de obras, o empreendedor comemora: “o sonho está se concretizando, a despeito do momento atual de crise. Acredito que é nela que conseguimos fazer bons negócios”.

Tendo como expectativa atender aos turistas de negócios e de lazer, estima que terá retorno do capital investimento em cinco anos. Na área comercial, Renato Reis responde pela gerência de vendas. Profissional do setor há 16 anos, ele traz na bagagem experiências em hospedagem e eventos, na coordenação de ações de marketing e supervisão de reservas.

Revitalização

Não por acaso, o 155 Hotel situa-se no centro de São Paulo. Sergio frisa que “seja em cidades famosas, como Nova York, Boston, Londres (Inglaterra), Paris (França) e Madri (Espanha), ou em outros destinos é uma tendência de mercado a escolha, do turista, pela hospedagem na área central. Dessa maneira, ele pode vivenciar a real rotina da localidade, seus usos e costumes”.

Frisa ainda que, além disso, o centro de São Paulo está passando por uma grande revitalização, tanta em termos de infraestrutura urbana, como no resgate de seu desenvolvimento histórico, como privilegiado espaço cultural na cidade. Teatros, cinemas, restaurantes, museus e outros empreendimentos que marcaram época estão sendo restaurados, mantendo o charme de outrora, ganhando a funcionalidade prática da atual época.
Visando participar desse processo de revitalização, Sergio já manteve contatos com a Associação Viva o Centro. Ressalta: “penso em adotar uma praça ou patrocinar eventos, como a Virada Cultural”.

Ele enfatiza ainda que “no esteio das mudanças em curso, com a nova linha do metrô e a instalação dos desembargadores da Justiça Federal para a adjacente Avenida Ipiranga, o 155 Hotel trará para o seu entorno uma movimentação que repercutirá numa melhor qualidade de vida”.

Instalações

Com projeto idealizado de acordo com o conceito de sustentabilidade, o 155 Hotel está preparado para reutilizar a água da chuva na lavagem de áreas externas e para a coleta seletiva do lixo.

A revitalização do empreendimento é assinada pelo arquiteto Nelson Presbiteri. Definindo a proposta de seu projeto, ele afirma: “pensamos em um hotel urbano, contemporâneo, com referências nos anos 1970, que, a meu ver, é um dos melhores períodos da arquitetura brasileira”.

Os 76 apartamentos são equipados com colchões box, ar condicionado inteligente, TV 32” LCD, internet banda larga gratuita, telefone, cofre digital, enxoval de tecidos antialérgicos, economizador de energia (interruptor inteligente que aciona todos os equipamentos elétricos, com a chave cartão), fechaduras eletrônicas, que garantem segurança, pois permitem o controle de entrada e permanência de pessoas na unidade durante a ausência do hóspede. O piso é de madeira com tratamento antialérgico.

Além de apartamentos adaptados às pessoas com dificuldades de mobilidade, as áreas de uso coletivo permitem total acessibilidade, desde a entrada com plataforma especial, sinalizações de piso e sonora até os elevadores. O 155 Hotel também dispõe de duas salas para pequenos e médios eventos, além de salão para o café da manhã.

Atendimento

“A qualidade no atendimento dos hóspedes é o principal foco do hotel”, afirma Sérgio. Acrescenta: “tudo que o cliente possa imaginar ou querer, estaremos prontos para atender ou indicar onde ele possa obter numa cidade que não dorme, como é São Paulo. O hóspede contará com serviço de concierge”.

Tendo essa compreensão e comprometimento com a qualidade no atendimento, na formação de seu staff, o empreendedor conta com a parceria do Sinthoresp (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de São Paulo), tanto na contratação como no treinamento dos profissionais.

As diárias serão R$ 95,00 mais ISS para uma ou duas pessoas, com café da manhã.
Finalizando, Sergio salienta: “a inauguração, é um grande momento para mim, pois é o meu primeiro hotel. Já planejo outros”.

Mais informações: www.155hotel.com.br.

Deixe uma resposta