Serviços e áreas de recreação

Gincanas, atividades esportivas, aulas de gastronomia e shows entretêm crianças e adultos

Faça chuva ou faça sol, a equipe de recreação de empreendimentos hoteleiros precisa estar com o repertório de atividades e brincadeiras afiado para atender crianças e adultos todos os dias. A prestação desses serviços no Brasil é algo novo. Foi a partir de 1990 que as empresas passaram a disponibilizar equipes para entreter os hóspedes, como conta a docente do curso técnico de Hotelaria do Senac Santos, Carmem Lucia Menezes.

“Para se ter uma ideia, até pouco tempo atrás na baixada santista não haviam hotéis com equipes de lazer fixas durante todo o ano. Hoje já vemos uma realidade diferente, profissionais com carteira assinada, cumprindo cargas horárias comuns aos outros funcionários do hotel com os mesmos benefícios. Mas ainda é necessário ampliar o campo de atuação e desmistificar a ideia que muitos hoteleiros têm de que a equipe de animação é um gasto desnecessário. É preciso conscientizar sobre a importância e benefícios para o empreendimento”, explica a docente.

Resorts e hotéis-fazenda são os que mais investem na área e nos serviços de recreação, principalmente as atividades voltadas para crianças, o que pode, inclusive, representar a fidelização do cliente e um aumento na permanência e no consumo do hóspede. “Quando o trabalho é bem feito, os clientes retornam ao empreendimento, ou porque os filhos gostaram de determinados monitores ou simplesmente pela confiança que os pais têm na equipe”, diz Carmem Lucia.

Resgate de brincadeiras antigas

Uma equipe formada atualmente por dez recreadores faz a festa com crianças e adultos no Best Western Plus Vivá Porto de Galinhas, em Ipojuca (PE). A programação, segundo Patrícia Maroja, responsável pelo Marketing do hotel, possui atividades diárias de brincadeiras, gincanas, bingo, cinema para os pequenos e shows com música ao vivo durante as noites da semana. “As crianças podem se divertir tanto fora quanto dentro do hotel. O empreendimento oferece um playground externo e um kids club interno repleto de atividades e brinquedos, além de uma piscina só para elas”, diz Patrícia. Para os mais velhos, o hotel sugere passeios de jangada e bugue, além da prática do mergulho e várias opções de esportes na terra e no mar. “Sempre buscamos integrar a ludicidade e entretenimento com atividades de coordenação motora e educativas.

Além disso, incluímos brincadeiras antigas para apresentá-las à nova geração e mantê-las viva. Fazemos castelinho de areia e escultura viva na praia; brincadeiras como marco polo, caça submarina, água-viva e polo aquático na piscina; e no espaço de quadras temos esportes em geral e brincadeiras como queimada, pique-bandeira etc”, explica a gerente de hospedagem, Shirley Souza. “Atualmente estamos implementando uma oficina de construção de pipas. Depois de produzidas, fazemos sessões para ensinar os participantes a empiná-las”, conta. “Trabalhamos também em uma perspectiva de sazonalidade, onde preparamos atividades específicas de acordo com a época/data comemorativa do ano”, completa a gerente.

Parque de diversões interno
Em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, o Le Canton Complexo Hoteleiro se destaca por oferecer variadas opções de lazer para as famílias. O lugar tem aproximadamente 18 mil metros quadrados e abriga atrações como o Parc Magic, um parque de diversões completo que recebe mensalmente 6,5 mil pessoas e é aberto tanto para o público interno quanto para o externo, como conta o gerente comercial do empreendimento, Brunno Poli.

Há também o Castelo Medieval, localizado no alto da montanha, que oferece atividades para todas as idades, como pista de patinação, boliche e até um planetário. “É uma apresentação super bacana, cheia de efeitos especiais e que dura aproximadamente 20 minutos. Todos adoram, sejam adultos ou crianças acima de quatro anos”, diz.

O complexo, que hoje conta com quatro funcionários e 30 recreadores terceirizados, tem também uma pista de neve artificial indoor, opções de jogos eletrônicos, parque aquático com piscinas aquecidas, fazendinha, queijaria, capela, salão de sinucas, academias de ginástica, hidromassagem, piano-bar, além de shows ao vivo aos sábados.

O centro hípico oferece passeios de cavalo e de charrete e o lugar também oferece um complexo esportivo com quadras de tênis e futebol. Para quem curte a natureza e esportes radicais, há atividades como arvorismo, arco e flecha, montainboard, mountain bike, esqui de grama e tirolesa, entre outros. “Nossa ideia é encantar a todos com conforto e muita diversão”, afirma Poli que revela a intenção de abrir um hotel (ainda sem data definida) com 46 apartamentos localizado em frente ao parque.

Caminhadas ecológicas

Além de quadras poliesportivas, campos gramados, arco e flecha, arvorismo, escalada e atividades na praia, como o surf e o mergulho, o Costão do Santinho, em Florianópolis (SC), oferece caminhadas ecológicas, atividades que encantam crianças e adultos. Durante os percursos – são sete tipos, adequados ao ritmo e preparo físico de cada hóspede – o visitante pode observar a biodiversidade local e inscrições rupestres com mais de cinco mil anos de história.

O museu arqueológico a céu aberto, mantido pelo resort, fica no Morro das Aranhas (ao lado do empreendimento), e guarda a história da cidade com marcas nas rochas feitas pelos Sambaquis. Uma das imagens mais famosas é utilizada como símbolo pelo resort. Para aproveitar ao máximo a experiência, o empreendimento possui profissionais da equipe de Esportes & Lazer que guiam os hóspedes durante as caminhadas todos os dias pela manhã. Os locais de inscrições estão devidamente sinalizados e placas contam um pouco da história.

Outra opção para os hóspedes fica do outro lado, no Morro dos Ingleses. O Museu dos Brunidores é um sítio arqueológico onde foram encontrados diversos instrumentos confeccionados por habitantes da região. Entre os objetos estão artefatos líticos como pontas de lança e vários artigos que eram utilizados para a pesca.

Contato com a natureza

Localizado na cidade de Vassouras, no Rio de Janeiro, o hotel fazenda Galo Vermelho possui área de 600 hectares, sendo 300 de preservação da Mata Atlântica, que são apreciadas em atividades como caminhadas ecológicas, observação de pássaros e cavalgadas. Nas atividades rurais o visitante vivencia o dia-a-dia de uma fazenda, acompanhando o manejo dos cavalos, a ordenha, o cultivo da horta e a alimentação dos animais.

A estrutura de lazer conta com paredão de escaladas, canoagem, arco e flecha, piscina ao ar livre e coberta, sauna seca e a vapor, quadra poliesportiva e campo de futebol gramado. “As atividades de recreação são fundamentais, posso afirmar que são uma das colunas de sustentação do hotel, já que o nosso foco são as crianças. A família escolhe o hotel em prol dos filhos. É fundamental agradar ao público mais novo”, diz o proprietário Rubens Maciel, que conta com uma equipe de recreadores funcionários do hotel. “Nosso objetivo é manter um corpo estável para estabelecer vínculos com os hóspedes, para isso, nossos recreadores são funcionários e não terceirizados”.

Segundo Maciel, a formação dos profissionais é variada, de historiadores a professores de educação física. “O essencial, no entanto, é ter aptidão para a atividade, um talento muito especial que envolve simpatia, alegria, comunicação fácil, habilidade de encantar crianças e muita criatividade”, afirma. Para aproximar ainda mais os hóspedes da vida rural, o hotel está implementando uma atividade junto à horta orgânica. “Estamos cada vez mais interessados em fazer com que os clientes, principalmente as crianças, participem das atividades da fazenda. No caso dos orgânicos, desejamos que eles se relacionem de maneira mais próxima com a horta, encarando verduras e legumes como bonitos, saudáveis e saborosos, levando consigo para casa essa boa lembrança, podendo adquirir hábitos alimentares mais saudáveis”, finaliza.

Atividades educativas

O Acqualina Resort & Spa, localizado na Flórida, nos Estados Unidos, oferece um programa de entretenimento para crianças de 5 a 12 anos, o Acquamarine Program, inspirado na biologia marinha. As atividades são conduzidas por profissionais certificados e oferecidas exclusivamente para hóspedes,moradores e membros Beach Club do empreendimento. Os pequenos podem participar de várias aventuras de praia enquanto aprendem sobre temas relacionados à água.

Corridas de revezamento, jogos, aulas de natação, artes e artesanato, eco-explorações, pista de obstáculos, projetos de construção,desafios e gincanas também fazem parte das atividades do programa, que contempla ainda aulas de culinária ministradas por um dos chefs do restaurante Il Mulino New York. As crianças têm a oportunidade de aprender a fabricar pizzas do zero, incluindo massa, molho e cobertura.

Deixe uma resposta