Recept: Associação de Turismo Receptivo é lançada com 20 membros

Foi lançada hoje durante evento online a Recept (Associação Brasileira de Turismo Receptivo), que inicia suas atividades no trade com 20 associados. A diretoria, que terá novas eleições de dois em dois anos, tem como presidente César Fernandes (TourShop), vice-presidente Gustavo André Queiroz Alves (Capixaba Turismo Receptivo), diretor de relacionamento privado Marcelo Lemos (Pianeta Vacanze), diretor de relacionamento público, Marcus Mota (Grou Turismo), e o diretor administrativo Sérgio Mesquita (Ernanitur).

“A entidade não nasce com fim comercial, mas sim institucional, para ajudar nas regulamentações, que são confusas, e o foco será na boa experiência do cliente final. Desejamos também ganhar representatividade no mercado e ter medidas públicas direcionadas a nós. Antes disso, precisamos existir, oficialmente, como setor para buscar nossos pleitos”, diz Fernandes.

A lista de associados hoje inclui Atalaia Noronha (PE), Brocker Turismo (RS), Capixaba Turismo Receptivo (ES), Cgtur Turismo e Receptivo (SC), Ernanitur (CE), Grou Turismo (BA), Luck Receptivo Alagoas (AL), Luck Receptivo João Pessoa (PB), Luck Receptivo Natal (RN), Luck Receptivo Recife (PE), Natural Travel/Grupo Cassinotur Receptivos Iguaçu (PR), Pianeta Vacanze (RJ), Potiguar Turismo (RN), Serra Verde Express (PR), TourShop (RJ), Transatur Caldas (GO), Turistur Turismo (RS) e WS Receptivo (AL).

Durante a pandemia houve aumento da busca pelos passeios privativos e uma nova rotina para essas empresas, segundo Fernandes. “Todos se qualificaram muito, com base nos protocolos nacionais e internacionais. Por não termos um setor organizado, estamos trabalhando para criar um protocolo que atenda cada necessidade, por exemplo, que envolvam atividades de mergulho e rafting, que não são exatamente iguais. Vamos trabalhar tanto na orientação quanto unificação dessas normas”, ressalta o presidente da entidade.

O segmento possui faturamento anual de R$ 2,1 bilhões, gerando aproximadamente R$ 315 milhões em impostos diretos. Existem 3.039 agências com frota própria, de 10.186 carros, o que representa R$ 2,4 bilhões investidos em veículos e embarcações, além de outros equipamentos. Essa atividade também gerou 78 mil empregos diretos e indiretos. “Vamos agora fazer um mapeamento dos potenciais associados e também pedir apoio do Ministério do Turismo”, finaliza.

Deixe uma resposta