Por que o verde pode tornar a experiência home office mais agradável

Por Danilo Vilela

A presença de plantas no ambiente de trabalho tem a capacidade de reduzir em até 14% os níveis de tensão e ansiedade, em 44% a sensação de raiva e em 38% a de fadiga

Compor um cantinho em casa reservado às atividades profissionais, o home office, é uma tarefa importante que influencia na produtividade, porque ajuda a desenvolver a disciplina que o formato exige. Nem todo mundo é acostumado a compartilhar o espaço de casa com o trabalho e, por isso, eleger um local fixo, um cantinho que seja, ajuda o cérebro a entender que ali, naquele local, o trabalho tem hora para começar e terminar. Se você está vivendo esse desafio agora, calma, não se preocupe!

Pesquisas apontam inúmeras vantagens do home office, embora ele exija, ao menos no início, mais organização e uma mudança grande no nosso mindset. O estudo “Working From Home Increases Productivity”, realizado no ano passado com cerca de 1000 pessoas pela plataforma de empregos norte-americana Airtasker, por exemplo, mostrou que profissionais adeptos ao home office tendem a produzir melhor, em média 10 minutos a mais do que colaboradores alocados, porque se distraem menos e têm mais foco.

Muito bem, mas como chegar a este resultado? No que diz respeito ao espaço, o importante é escolher um local arejado, iluminado e, principalmente, torná-lo o mais agradável possível.  Uma dica é investir no verde. As plantas, além de dar personalidade ao novo espaço de trabalho, exercem efeito sobre o nosso humor e sensação de bem-estar. Até mesmo varandas podem se transformar em escritórios home-office,

O verde tem a capacidade de reduzir em até 14% os níveis de tensão e ansiedade, em 44% a sensação de raiva e em 38% a de fadiga, o que obviamente impacta na disposição emocional e física para o trabalho em casa também.

Algumas espécies de plantas combinam muito bem com ambientes internos, mesmo os menores, e podem compor a decoração do seu home office, sem muito trabalho com manutenção. Conheça algumas abaixo e, se você já as tem em casa, não deixe de trazê-las para o seu novo cantinho do trabalho. Conheça sete dicas de espécies para o seu espaço:

1. Espada de São Jorge

É conhecida por oferecer proteção ao local, purificar o ar e produzir muito oxigênio. Com um visual marcante, a Espada de São Jorge prefere ambientes mais escuros, com pouca incidência solar. E precisa de pouca água. Assim, dependendo do seu novo cantinho, ela pode estar no vaso, ao lado da sua mesa de trabalho.

2. Suculentas

Esse conjunto de plantinhas são um verdadeiro sucesso nos escritórios e, por que não, nos home offices. Como são pequenas, se adaptam muito bem a lugares menores, como as mesas de trabalho, por exemplo. As folhas com aspecto mais inchado são resultado de seu acúmulo de água. Isso significa que as suculentas não precisam de várias regas durante a semana.

3. Violetas

Por falar em mesas de trabalho, outra dica é a tradicional violeta. Essa simpática plantinha é mais uma opção interessante para o seu home-office, já que se adapta muito bem a lugares fechados. Com cores variadas, fortes e vibrantes, a violeta alegra, dá personalidade, não carece de luz solar direta, e fica alguns dias sem precisar de água.

4. Zamioculcas

O tom forte de verde e as folhas pequenas vão proporcionar aquele toque adicional de personalidade ao seu espaço de trabalho. Esse é o ponto-chave das zamioculcas, que também combinam com espaços menores, e são fáceis de serem cuidadas, uma vez que precisa de pouca água e luz.

5. Jiboia

Essa planta trepadeira, vinda da Polinésia Francesa, é considerada uma das mais fáceis de serem cuidadas. Como sua origem é de clima tropical, a Jiboia se adaptou muito bem a nossa realidade. Ela pede luz natural para se desenvolver bem, e um pouco mais de água no verão do que no inverno, quando ela entra em período de hibernação. Mas, mesmo assim, cabe super bem em espaços mais compactos.

6. Palmeira Chamedorea

Essa imponente planta pode fazer enorme diferença tanto em espaços mais amplos e arejados quanto nos menores, se cultivada em vasos. O ideal é que receba sol pleno em alguns momentos, ou meia-sombra. Água três vezes por semana são suficientes para esta espécie.

7. Calathea

Esta é mais uma planta com folhas robustas e belas que pode se encaixar muito bem em seu espaço home-office. Além disso, precisa de poucos cuidados. Água duas vezes por semana e luz apenas indireta.


Danilo Vilela é diretor de Marketing da Vertical Garden




Deixe uma resposta