Tendencias 360º: por que é importante pensar além do lucro nas empresas?

Nenhuma empresa sobrevive sem fluxo de caixa saudável e margem de lucro, mas a razão de cada uma existir deve ultrapassar a questão financeira. Este foi o tema do painel “Brasil” do evento Tendências 360°, que acontece nesta semana em formato online.

“Quem deseja apenas maximizar o lucro é uma empresa miserável porque paga o menor salário possível e tenta destruir o concorrente. Isso resulta num mundo desigual em que as pessoas fazem tudo pelo dinheiro. Devemos nos preocupar com o lado humano, tratando bem os funcionários, investindo na felicidade e evolução deles”, avalia João Pacifico, CEO Ativista do Grupo Gaia.

Outro ponto destacado pelo executivo é que consumir também é um ato político. “No mercado financeiro, a tendência agora é começar a entender sobre o que estamos investindo, qual retorno isso nos dá e o impacto que está gerando. Devemos nos preocupar também se estamos financiando grupos com trabalho análogo a escravidão ou que destrói a natureza, por exemplo. O outro lado é o ativista, quando se olha para uma causa antes do dinheiro. Essa forma de pensamento atrai milhares de talentos e já tivemos 17 mil candidatos para uma vaga”.

Ian Black, fundador e diretor-executivo da agência New Vegas, reforça que é preciso ser sincero também com quem consume os produtos. “Temos as nossas expectativas de ter um negócio rentável, mas devemos olhar para os funcionários e consumidores sendo éticos, verdadeiros e sem levar as pessoas ao engano. Esse é um caminho nosso como agência e um estilo de empreender”.

Esperança Rodrigues, analista de SR Compliance da EBANX, fez uma crítica à falta de diversidade no mercado. “Quando você está numa empresa e vê apenas um recorte com bonecos de papel iguais, isso acontece porque a nossa sociedade tem abismos sociais pelo preconceito e desigualdade, que contribuem para ambientes homogêneos. É preciso garantir chances iguais de desenvolvimento com mais mulheres, pessoas negras, gays e lésbicas em posições interessantes nas empresas. E todo mundo aprende neste ambiente de pessoas diversas”.

Deixe uma resposta