OTAs serão grandes concorrentes do timeshare e multipropriedade

As agências de viagens online serão as grandes concorrentes do segmento de multipropriedade e timeshare nos próximos anos, é o que adiantou o ADIT Share 2020, realizado em modelo híbrido em Gramado (RS) com transmissão online. Durante painel, especialistas alertaram que as OTAs investirão pesado em serviços por assinatura, similares às frações de viagens já vendidas no setor, porém mais baratos.

“Todas as grandes empresas estão olhando para o movimento de serviço por assinatura, que garante uma receita recorrente, só que com um olhar mais apurado, que entrega personalização”, explica Carolina Haro, sócia-diretora da Mapie. Ela mencionou como exemplos o TripAdvisor, que terá uma versão Plus, com mensalidade que dará acesso a benefícios e preços promocionais, e a Booking, que vai tornar pago o Programa Genius.

Carolina mencionou ainda que, segundo pesquisa interna da Mapie, o cliente de multipropriedade tem as OTAs como principal meio de reserva de viagens. E as agências online, de olho neste comportamento, vão passar a conversar com eles sobre os serviços de assinaturas, infinitamente mais baratos em relação ao timeshare e multipropriedade, o que poderá mexer com o desejo dele.

Francisco Costa Neto, CEO da Aviva – que reúne o complexo Rio Quente Parques & Resorts (GO) e a Costa do Sauípe (BA) – destacou o impacto desse tipo de novidade. “É algo que vai afetar diretamente a todos, dos maiores grupos aos menores. Ocorre agora uma troca da distribuição convencional pela digital. E neste sentido, precisamos questionar se queremos inovar ou não, de uma forma violenta, para poder nos transformar”, diz Neto.

O desafio para o setor é que o viajante está se tornando mais independente, buscando novos destinos, e não quer se amarrar a um programa com quantidade de pontos e semanas por um longo período. “O cliente não quer mais adquirir um serviço com a regra do jogo estabelecida”, pontua Carolina.

Deixe uma resposta