Muita mordomia

Eles são treinados para mimar os hóspedes e garantir uma estadia perfeita

A figura do mordomo, muitas vezes retratada de forma caricata em filmes novelas, seriados e histórias em quadrinhos, tem sido muito presente na hotelaria de luxo do Brasil e do exterior. Aquele profissional, sempre bem vestido e pronto para satisfazer os desejos dos hóspedes, é treinado para tornar a estadia dos clientes a mais exclusiva e, porque não dizer, mimada possível.

Para antecipar as necessidades dos seus clientes, os mordomos do hotel Emiliano, em São Paulo, trabalham como verdadeiros detetives. Os profissionais são informados sobre as preferências e particularidades de cada cliente antecipadamente, o que permite o preparo do apartamento e a personalização de cada detalhe.

Logo na chegada, o hóspede é recebido pelo seu assistente pessoal, que vai apresentar todo o hotel e tudo que há disponível nele. Durante a conversa, os profissionais captam informações aparentemente pouco relevantes, dadas por muitos como sendo banais, mas que se transformam em algo valioso para melhor servir e impressionar.

Durante a estada, cabe a eles descobrir, sempre, o máximo possível. Um olhar clínico transforma uma simples solicitação do cliente em uma surpresa. A cada arrumação dos apartamentos, novos detalhes são desvendados e toda uma fábula se forma na cabeça de cada mordomo.

Inspirado na autêntica hospitalidade indiana, o The Pierre, em Nova York, oferece o serviço Taj Royal Attaché para os hóspedes das Grand Suites. “Nossos mordomos são altamente treinados para oferecer os melhores e mais personalizados serviços para os clientes mais exigentes”, explica Josy Karabolad, gerente regional de Vendas da Taj Hotéis, grupo ao qual o The Pierre pertence.

Segundo a profissional, a equipe de mordomos passa dois meses por ano nos palácios indianos do grupo para aperfeiçoamento na área de bem servir. “A equipe Taj Royal Attachés, com toda sua extensa experiência em auxiliar a realeza, chefes de estados e CEOs do mundo, se entusiasma em oferecer serviços especiais aos hóspedes das Grand Suíte do The Pierre”, completa.

Entre os serviços realizados pelos assistentes pessoais estão jantares preparados pelo chef executivo Pierre Asfer Biju, conhecido por sua cozinha inventiva. A experiência de uma refeição real (jantar, ceia, brunch ou almoço) pode ser apreciada em áreas comuns do hotel ou em um espaço exclusivo decorado com arranjos florais, velas, música, entre outros.
Os Taj Royal Attachés também são hábeis em intuir as necessidades dos hóspedes proporcionando Royal Surprises. Este cuidado é uma forma de garantir que passem momentos de descanso ao ar livre em seu terraço privativo com um lanche ou bebida favorita ou se preferir um banho real, que além de relaxar tem soluções holísticas de cura para acalmar doenças como dores de cabeça, garganta, olhos cansados e dores de estômago.

No hotel Las Ventenas al Paraíso, em Los Cabos, no México, as mordomias são estendidas à piscina e à praia com serviços dos pool butlers. Imediatamente após a chegada do hóspede na área da piscina, os mordomos os acomodam ajustando as espreguiçadeiras e oferecem uma seleção de revistas, livros e iPods com milhares de músicas de diversos estilos. Pedidos de sprays e toalhas refrescantes, sucos, sorvetes, petiscos e até protetor solar são prontamente atendidos pelos mordomos, que também atuam nas areias da praia de Los Cabos, inclusive como despertadores pessoais.

Treinamento especializado

De olho na demanda por serviços cinco estrelas, já existem escolas especializadas em formar profissionais da mordomia, como por exemplo a Guild of Professional English Butlers, localizada no sul da Inglaterra, que oferece inclusive um curso dedicado ao segmento da hotelaria, o Hotel Butler Training.

A escola tem como grandes clientes hotéis e resorts pelo mundo, desde as Ilhas Seychelles até Las Vegas, como conta o sócio do empreendimento, Robert Watson, que foi mordomo por mais de 15 anos antes de se dedicar à formação desses profissionais. “Mordomo hoje em dia é muito mais um assistente pessoal. Quem contrata um mordomo quer ter tempo para si mesmo e não ficar se preocupando com coisas pequenas, como arrumar a mala ou organizar o roteiro de uma viagem”, diz.

Em um hotel, a principal função do mordomo é cuidar dos pedidos, reservas, problemas, reclamações, fiscalizar e coordenar todos os serviços e garantir a satisfação do cliente, prestando atenção ao mais ínfimo pormenor, desde a chegada até a partida. No Ciragan Palace Kempinski Instanbul, localizado na Turquia, por exemplo, os hóspedes são recebidos em um tapete vermelho e contam com o auxílio durante toda a permanência no hotel, desde o check-in, organização de almoços, jantares, reservas no spa, até os passeios. A equipe é composta por oito mordomos que possuem fluência em diferentes idiomas além de serem formados na tradicional escola Ivor Spencer Butler, também na Inglaterra.

Referência de classe e serviço, o argentino Alvear Palace mantém uma equipe de mordomos responsável por atendimento privado e exclusivo. Entre as atribuições dos profissionais estão dar boas-vindas, fazer e desfazer malas, preparar banho de imersão ou jacuzzi, atender ordens de room service no café da manhã, almoço e jantar, retirar os pedidos de lavanderia e engraxate e auxiliar em tarefas administrativas, como cópias, impressões e distribuição de documentos, além de se certificarem-se de que o quarto esteja bem arrumado e que o hóspede não tenha esquecido nada na hora do check-out.

Deixe uma resposta