Le Canton (RJ) reabre com soluções tecnológicas para distanciamento social

Mônica Paixão, diretora geral do Le Canton

O resort Le Canton, de Teresópolis (RJ), reabriu as portas na última semana com investimento em tecnologia e novos protocolos de segurança e higienização. Estimulando o distanciamento social, que é uma das recomendações de órgãos de saúde para evitar contaminações pela Covid-19, o hotel disponibiliza duas ferramentas para os hóspedes.

A primeira delas é iniciada antes mesmo do cliente chegar ao hotel. “Após fechar a reserva, o cliente recebe um link para cadastrar dados de reconhecimento facial, o que acelera o processo de check-in, que era mais demorado. A plataforma deste serviço é fornecida pela Zoox. E ao chegar no Le Canton, apenas uma pessoa de cada família busca a chave do quarto. Partimos para o lado digital e otimizamos a experiência do cliente. O caminho para o mundo tecnológico não tem volta”, explica a diretora geral do Le Canton, Mônica Paixão.

O outro serviço é o agendamento de horário das refeições, recreação e outras atividades por aplicativo, em parceria com o EasyTrip. “Esta é uma maneira de controlar possíveis aglomerações e saber qual será o número necessário de colaboradores envolvidos em cada momento da hospedagem. A tendência é que esse processo de inovação se acelere conosco”.

E na governança, já foram aplicados novos processos. “Entre as mudanças, agora colocamos uma etiqueta, mostrando que as acomodações foram higienizadas e preparadas para a chegada dos hóspedes. E hoje temos duas equipes, sendo uma para retirar a roupa de cama e enxoval e outra de arrumação, que traz as novas peças, hermeticamente fechadas. Ambas equipes sempre utilizam equipamentos de proteção individual (EPIs)”, acrescenta Mônica.

O complexo possui três hotéis: o Village, que é o hotel principal e o maior deles; o Magique, construído ao lado do Canton Ville, a área de lazer do hotel; e a Fazenda Suíça com estrutura própria e opção para quem busca espaços mais reservados. O empreendimento trabalha agora com 50% da capacidade, o equivalente a cerca de 150 apartamentos funcionando.

“A demanda está gigante porque as pessoas estão com muita vontade de sair de casa. Achávamos que era impossível trabalhar de outra forma, mas tudo está dando certo. A nossa reabertura foi emocionante e os funcionários estão com brilho nos olhos”, comemora a diretora.

Deixe uma resposta