Hotelaria da América do Sul e Central teve queda de 73% na ocupação em maio

Os hotéis da América do Sul e América Central agora já sofrem diretamente com a pandemia de coronavírus, que chegou com força na região. De acordo com dados da STR, no mês de maio houve uma queda de 73% na ocupação (chegando a 15,3%) e a diária média reduziu 34,3%, a US$ 54,17, em relação ao mesmo período do ano passado.

Já a receita por quarto disponível (Revpar) despencou 82,2% para US$ 8,31. Esses níveis de ocupação absoluta, diária média e Revpar foram os mais baixos de qualquer mês de maio no banco de dados.

A STR fornece benchmarking de dados, análises e insights de mercado para os setores globais de hospitalidade. Fundada em 1985, mantém presença em 15 países, com uma sede corporativa norte-americana em Hendersonville, no Tennessee, uma sede internacional em Londres e outra sede na Ásia-Pacífico, localizada em Cingapura.

Deixe uma resposta