Hospitalidade durante a Covid

A pandemia do coronavírus impactou fortemente o setor de turismo e hospitalidade. Com isso, a hotelaria cria novas maneiras de atender aos hóspedes, que buscam segurança, higienização e privacidade.

Quartos viram escritórios

Embora os locais de trabalho estejam reabrindo em todo o mundo, muitas pessoas continuarão evitando ambientes de escritório devido a preocupações com higiene e distanciamento social. Em resposta, os hotéis estão abrindo seus quartos para atender estes trabalhadores. Entre os exemplos, o hotel London West Hollywood (EUA) oferece suítes de luxo convertidas para aluguel mensal, e o Zoku, com sede em Amsterdã, está lançando um modelo semelhante, que remonta às suas raízes como uma marca bleisure.

A empresa está atualizando sua oferta como um refúgio diurno reformulando os quartos híbridos, que viram espaços de trabalho para os hóspedes. Seu fundador, Hans Meyer, também está considerando a saúde mental e física dos visitantes, implementando um sistema de amigos (buddy system) para ajudar a evitar o isolamento social.

“Cada residente recebe um membro da equipe, que faz check-ins diários perguntando sobre seu bem-estar”

Hans Meyer, fundador da Zoku

* No Brasil, redes como a Accor, Bourbon e Intercity também oferecem o serviço onde os quartos viram salas de escritórios, em que as camas são retiradas das acomodações e no lugar são acrescentadas mesas e até máquinas de café.

Restaurantes privativos

Os quartos de hotéis de luxo também podem fazer a transição para bons restaurantes. Experimentando esse conceito, a Ovolo Hotels, marca de hospitalidade australiana, lançou um restaurante no serviço de quarto, transformando acomodações vazias em espaços privativos de refeições.

O conceito, implementado no Ovolo Nishi, em Canberra, permite que os clientes desfrutem de uma mudança de cenário, evitando o contato humano. A experiência oferece menu de três ou cinco pratos e a opção de passar a noite após o jantar – os preços começam em US$ 157. O lançamento é apenas o começo dessa visão da Ovolo e restaurantes pop-up devem aparecer em suas propriedades de Melbourne e Sydney.

Centros de saúde de cinco estrelas

Tendo visto uma demanda em reservas há mais de 14 dias, o Le Bijou, em Zurique está convertendo seu hotel boutique de cinco estrelas em um centro de saúde privado. Os apartamentos de quarentena da marca vêm com um chef pessoal, visitas diárias de enfermeiros e até testes de coronavírus no quarto como parte do pacote Covid-19.

O hotel lançou o novo serviço depois de receber o feedback de que seus hóspedes estavam usando a propriedade como um apartamento para se colocarem em quarentena após viagens internacionais.

“Quando você fica conosco, é uma grande cobertura de luxo com spa e academia no quarto”

Alexander Hübner, CEO do Le Bijou

Pausa no relacionamento

Com muitas relações sofrendo tensão durante a pandemia global, as marcas de hospitalidade estão bem posicionadas para oferecer a chance de reivindicar seu próprio espaço e senso de individualidade aos casais. A Kasoku, empresa de aluguel com sede em Tóquio, promove pacotes de curto prazo como um local de descanso. Seus apartamentos totalmente mobiliados, no estilo Airbnb, estão sendo montados como “abrigos temporários” para as pessoas escaparem da família ou parceiro por um curto período de tempo.

Disponível pelo preço de US$ 40 por dia, o serviço também vem com uma consulta gratuita de 30 minutos sobre divórcio com um funcionário legal. De acordo com a Kasoku, as taxas de separação estão aumentando na vizinha China, e a empresa deseja evitar divórcios, dando aos consumidores a chance de refletir sobre seus casamentos.

Notas:

• Os proprietários e operadores de hotéis devem considerar como os recursos e funções de suas propriedades podem ser reformuladas e comercializadas para ajudar os cidadãos em período de Covid-19, entre o lockdown e a suspensão das restrições;

Apoiar o bem-estar mental dos hóspedes é tão importante quanto as considerações de higiene. Com muitas pessoas se isolando sozinhas ou apenas com a família, a hospitalidade Inter-Covid pode ajudar a expandir a rede de apoio.


A matéria original Inter-covid Hospitality foi publicado no LS:N Global


Deixe uma resposta