Há 29 anos, as bodas de prata da hotelnews

POR MAGDALA CASTRO

MAIO DE 1985, A HOTELNEWS FUNDADA EM 1960, COMPLETAVA 25 ANOS DE CIRCULAÇÃO

A BOATE CASTEL DO RIO PALACE HOTEL, RECÉM-INAUGURADA,ERA A “COQUELUCHE” DO RIO DE JANEIRO

Foi nesta boite famosa na época que promovemos a “Festa de Prata” para comemorar os 25 anos de nossa revista. Os dois salões da Castel, decorados com bandeirolas e posters prateados, davam ao ambiente o tom festivo e significativo que eu planejara.
A direção do Castel nos presenteou com o alegre show da cantora americana Judy Benton e sua banda, o que animou de forma contagiante a nossa festa, que varou a madrugada.
Nosso amigo Philip Carruters, diretor do Rio Palace na época, nos surpreendeu com um enorme bolo com as 25 velinhas, e todos, em coro, cantaram o “parabéns” com a equipe Hotelnews reunida em torno do bolo para apagá-las.

Organizamos um concurso para oferecer um valioso prêmio à convidada “mais prateada da noite”. Foi um sucesso, todas as mulheres presentes aderiram e se apresentaram com toques e acessórios prateados em suas toaletes. Formamos um júri que premiou Nancy Soares, esposa (hoje viúva) do nosso grande amigo Manoel Barcia Suarez, dos hotéis Plaza, Riviera e Regina do Rio, que se apresentou em um belo vestido longo todo em prata. O premio foi uma linda “trousse” de prata, como não podia deixar de ser.

Chegou a hora dos discursos, quando vários dos presentes tomaram a palavra enaltecendo a Hotelnews e o nosso trabalho em prol da hotelaria e do turismo nacional. Chegou, então, a minha vez de falar e entre as palavras de agradecimento, disse que esperava que quando a Hotelnews fizesse 50 anos, eu gostaria muito de, já bem velhinha, pudesse falar novamente com todos os amigos que ali estavam.

Hoje, 29 anos depois, daquelas pessoas amigas que ali estavam, muitas já se foram. Eu ainda estou aqui, velhinha como previa, pois farei 90 anos em poucos meses. Mas a revista continua com sua trajetória de 54 anos, através das minhas filhas e netos, agora em nova fase e sob a direção de um casal de netos competentes e uma equipe dedicada. Nessa nova fase serão acrescentadas novas e velhas pautas ao conteúdo da revista e eu fui convocada a criar uma nova seção contando histórias do passado. Não pude recusar, afinal, recordar é viver. Estou voltando, portanto, a colaborar com a redação, dessa vez só com as minhas lembranças, minha saudades e minha emoção. Esta é a primeira, mas espero continuar relembrando fatos dos “velhos tempos” até quando Deus quiser. Aguardemos…

Deixe uma resposta