Reabertura total do turismo em Fernando de Noronha acontecerá em outubro

Após reabrir apenas para os turistas que já tiveram a Covid-19, no dia 1º de setembro, o arquipélago Fernando de Noronha entrou em uma nova fase de retomada e liberou a entrada geral de turistas, a partir do dia 10 de outubro. A decisão foi anunciada pelo administrador do destino, Guilherme Rocha, durante uma coletiva do Governo do Estado de Pernambuco.

“Essa abertura só vai ocorrer devido à extrema responsabilidade e seriedade com que o Governo de Pernambuco tratou a pandemia em todo o Estado e, principalmente, Fernando de Noronha. Na ilha não se detecta mais contaminação comunitária desde maio porque foram impostas ações importantes baseadas na ciência, sob a liderança do governador Paulo Câmara e com a ajuda do secretário de Saúde, André Longo”, disse Guilherme Rocha.

Uma das principais exigências do destino é realizar o teste RT-PCR (nariz e garganta) para detecção da Covid-19, que deverá ser realizado no dia anterior ao embarque ou na data da viagem. Outro recurso que será utilizado pelas autoridades locais a fim de controlar a segurança e realizar a rastreabilidade, caso algum turista estiver com o vírus, é o aplicativo Dycovid – Dynamic Contact Tracing, criado pelo Porto Digital, em parceria com o Ministério Público de Pernambuco e a Secretaria Estadual de Saúde.

A ferramenta notifica o turista da ocorrência de um contato de alto risco. Quando alguma pessoa da ilha sinaliza que está contaminada, todos aqueles contatos que estiveram próximos à ela são avisados para ficarem em alerta.

Também será necessário aos visitantes assinar o Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta, concordando com o cumprimento do protocolo e das orientações da Vigilância Sanitária do arquipélago, valendo também para trabalhadores e prestadores de serviços. Ao sair o arquipélago, o turista será submetido ao um novo teste para que haja um controle da Vigilância em Saúde sobre uma possível contaminação comunitária.

Deixe uma resposta