Experiências de bem-estar “sem o toque”

Por Talita Silverio

O mercado e especialistas indicam que o turismo de bem-estar está em alta, com perspectivas e oportunidades para o segmento assim que as atividades econômicas forem retomadas. Arriscamos dizer que o bem-estar também é uma resposta às mudanças sociais atuais, já que busca justamente trazer um novo conceito de vida saudável e equilibrada. Tudo o que procuramos após meses de isolamento social.

Com o COVID-19, tendências que vinham timidamente alterando nosso comportamento, ganharam velocidade. E com o segmento do turismo, não poderia ser diferente. Muitas transformações que estão surgindo para se adequar aos novos tempos, podem ficar e se estabelecer como padrão, transformando nossa maneira de viajar, de consumir e de integrar o turismo em nossas vidas.

O turismo de bem-estar para encantar seu cliente

Com clientes mais exigentes, buscando alternativas que priorizem o distanciamento social, oferecer serviços individuais e personalizados podem se tornar atrativos ao consumidor. E para “surfar nessa onda”, não é necessário contar com grandes investimentos, mas sim buscar soluções alternativas que desconstruam conceitos, entregando um serviço de qualidade.

Pesquisas indicam que o mercado de bem-estar tem buscado inovar nas terapias. Experiências integrativas e alternativas à massoterapia, ou seja, inovações em tratamentos e experiências de bem-estar “sem o toque” têm surgido e podem ser uma tendência associada ou não à massagem, e definitivas para o setor.

Experiências em prol do relaxamento e da interiorização

Atuamos com projetos personalizados e também sempre buscamos inovação no quesito bem-estar. Com a pandemia estamos acelerando as pesquisas no mercado internacional a procura de soluções que se enquadrem neste novo cenário mundial, sem deixar de lado a qualidade da experiência de hóspedes e clientes.

O caminho de pedras (reflexologia), a cromoterapia, a aromaterapia ou a musicoterapia são exemplos das terapias integrativas “sem o toque”, já parte integrante dos projetos que promovem a integração de experiências, terapias e ambientes, buscando o despertar do bem-estar e da autoconsciência.

No Brasil, também chamadas de Práticas Integrativas Complementares (PIC), fazem parte de um campo de conhecimento que vem se desenvolvendo desde o início da civilização, e tem a intenção de manter ou restaurar a saúde física e mental de forma integrada. Nela, a alma (emoções, sentimentos e pensamentos) é vista como indissociável da parte física (corpo), e os processos físicos e doenças relacionam-se a estados mentais e emocionais.

São experiências que tem como premissa o relaxamento e interiorização, utilizando técnicas e tratamentos através dos sentidos, como: tato, visão, audição e olfato.

Algumas das experiências de bem-estar “sem o toque” que preparamos para implementação:

Caminho de Pedras (Reflexologia)

Neste projeto, transformamos uma área comum em um ambiente terapêutico. Com um caminho de pedras em que é possível caminhar descalço, exploramos pontos reflexos concentrados nos pés, o que pode aliviar tensões e melhorar a circulação.

A prática, uma espécie de reflexologia, é muito comum na China, onde é chamada de “tap shek”. Na Coréia, caminhos de reflexologia são instalados em parques públicos, com o intuito de promover alívio e benefícios em pés cansados e doloridos.

Em nosso projeto, sugerimos ainda um exercício de respiração profunda durante a prática e, ao final, uma meditação guiada, para intensificar a interiorização e o relaxamento.

Sala das Cores (Cromoterapia)

Integramos neste projeto de bem-estar uma sala de cromoterapia, que utiliza a vibração das cores para restaurar o equilíbrio e harmonia do corpo, da mente e das emoções.

As cores são integradas ao ambiente, atuando nos campos corporais desarmonizados e estimulando sua capacidade regenerativa. O azul é a cor mais utilizada em espaços como este, já que, por suas propriedades calmantes e relaxantes, ajuda no combate de agitações físicas e mentais.

A sala proporciona o conforto necessário para se relaxar, esvaziar a mente e se conectar com os estímulos sensoriais. É possível ainda atrelar à experiência a musicoterapia e a aromaterapia, promovendo um relaxamento ainda mais profundo.

Aromaterapia

Todas as terapias e tratamentos se beneficiam da aromaterapia, uma técnica milenar praticada desde a antiguidade, que utiliza óleos essenciais para melhorar a saúde e reequilibrar as emoções.

Os óleos essenciais extraídos de diversas fontes naturais, tais como: flores, frutas, ervas e sementes, agem sobre diversos sistemas do organismo como o sistema linfático e imunológico, sendo assim importantes para o bem-estar físico.

Utilizamos óleos essenciais não só em massagens, mas também no início e fim de rituais terapêuticos, trazendo benefícios estéticos, mentais e emocionais.

Musicoterapia

Não poderíamos deixar de explorar uma terapia integrativa tão importante para promover o bem-estar e o relaxamento, como a musicoterapia.

Esta prática age diretamente no cérebro, estimulando diferentes regiões, principalmente o sistema límbico, responsável pelas emoções, motivação e afetividade. Ela ainda aumenta a produção de endorfina, hormônio que proporciona sensação de prazer e bem-estar.

Em todos os nossos projetos sempre estudamos a acústica ideal, além da playlist para cada tipo de ambiente ou tratamento. Além disso, associamos musicoterapia a outras Práticas Integrativas Complementares (PIC), como a cromoterapia e a aromaterapia, priorizando assim a sensação de relaxamento e bem-estar durante a vivência.

Também pretendemos trazer para o mercado  algumas terapias já comuns no exterior, como a haloterapia e a flutuação sensorial:

Conhecida como haloterapia, ou saloterapia, trata-se de uma terapia ancestral que recomenda a inalação de sal para cuidado de doenças corporais e respiratórias.

Seus efeitos calmantes e desintoxicantes podem apoiar os sistemas imunológico, nervoso e linfático.

Sessões de 15 a 20 minutos, com respiração lenta e profunda, já garantem momentos de imersão e ótimos resultados. A inalação de partículas pode ainda ajudar na redução do estresse, aumento de energia e melhoria do sono, além de atuar diretamente do sistema imunológico.

Uma experiência de flutuar sem esforço, a flutuação sensorial é uma vivência com profunda meditação na água, proporcionando sessões terapêuticas de relaxamento e bem-estar.

A água aquecida e os sais de Epsom (sulfato de magnésio), num tanque de flutuação acolhedor e seguro, silencia os estímulos externos para liberar e ativar a mente, mantendo a pessoa acordada, porém em estado de relaxamento.

Trata-se de um tanque de privação sensorial, que proporciona uma forte redução no estado de ansiedade e uma melhora substancial no humor.

Sessões no tanque de privação sensorial podem trazer inúmeros benefícios relacionados ao estresse e ansiedade, além da recuperação da fadiga muscular, alívio de dores e inflamações nas articulações. Uma experiência singular para expansão da consciência e do autoconhecimento.


Talita Silverio é diretora da Amman Consultoria de Spas


Deixe uma resposta