Cursos de curta duração

Atualização rápida e eficiente

A busca por conhecimento e reflexões atualizadas é cada vez mais requisitada no mercado corporativo, inclusive no segmento hoteleiro. Cursos de curta duração (de até quinze dias) são alternativas pertinentes nesse sentido, especialmente quando o tempo é escasso e o mercado exige respostas rápidas.

No Brasil e no exterior há uma série de propostas interessantes para todos os níveis, desde o operacional até de diretoria. “Por ter participado de alguns cursos de verão em um instituto como a Cornell University, nos Estados Unidos, acredito que a experiência é muito valiosa em vários aspectos”, acredita Patrick Vaysse, da Vaysse Consultoria.

Entre os benefícios, o consultor aponta a oportunidade de obter informações com professores mundialmente conhecidos e compartilhar experiência com hoteleiros de diferentes países. “O profissional passa a enxergar as coisas de um ponto de vista diferente, o que proporciona um panorama global do setor”.

Para Vaysse, o investimento em cursos de curta duração, principalmente no exterior, é uma forma de valorizar o colaborador, que se capacita e consolida uma experiência profissional diferenciada. “Sem dúvidas, optar por cursos como os da Cornell University ou da Standford University possibilita melhorar o currículo do profissional e demonstra que ele está sempre se atualizando”, diz Vaysse.

Bons exemplos

Na rede Accor existe uma política de incentivo a cursos de curta duração, como conta o gerente de Recursos Humanos, Maurício Reis. “O foco são aulas dentro do País, mas há também possibilidades no exterior. São oferecidos para todos os níveis da empresa, com mais regularidade nos cargos gerenciais e acima”, frisa Reis ao afirmar que a periodicidade é definida de acordo com as necessidades dos colaboradores, como por exemplo quando alguém é promovido e precisa melhorar determinada habilidade.

Segundo Reis, o estímulo ao aprimoramento e expansão do conhecimento dos profissionais é de extrema importância para a Accor. Tanto que a rede mantém desde 1992, em Campinas (SP), a Académie Accor Brasil, primeira universidade corporativa do grupo fora da França e que garante acesso a treinamento, aprendizado e desenvolvimento para todos os colaboradores.

Os gestores da GJP Hotels & Resorts também realizam cursos rápidos para atualização, a maioria no Brasil e com referenciais internacionais, como afirma a gerente corporativa de Recursos Humanos, Silvana Ramos. “Buscamos sempre criar diferenciais e reciclar o conhecimento dos profissionais. Com esse tipo de atividade, eles enxergam maneiras diferentes de aperfeiçoar suas competências e habilidades, e a empresa pode investir mais em tecnologias e em outras áreas do negócio”, explica.

Segundo Silvana, não há uma periodicidade fixa para a realização dos cursos e algumas das instituições com as quais trabalham são o International Coach Institute, para cursos de coach; FGV Online, sobre gestão de custos; Sebrae, para qualidade no atendimento, fluxo de caixa e gestão financeira; e Senac, para auditor ISO.

Online

A Hypersaber – Escola de Hospitalidade Online conta com vídeo-aulas para vários segmentos da hotelaria divididas em três áreas: Front Office, Governança e Alimentos & Bebidas. Todos os cursos são voltados para o desenvolvimento de habilidades técnicas e competências comportamentais e mostram na prática situações do cotidiano de empreendimentos hoteleiros. “Os vídeos podem ser acessados livremente de qualquer computador, tablet ou smartphone”, assegura Daniel Miranda, coordenador de Alimentos e Bebidas da instituição.

As aulas ficam hospedadas no HyperSaber, uma plataforma exclusiva e desenvolvida para que os alunos tenham a melhor experiência de aprendizagem à distância. “O estudante acessa um conteúdo da mais alta qualidade, baseado nas práticas das maiores empresas do mundo da hospitalidade”, diz. “A plataforma permite ainda que o aluno converse com o professor e os demais colegas de curso, acesse uma gama de materiais complementares e exercícios e conclua com uma avaliação final para obter seu certificado”, explica Miranda.

Pensando em facilitar a busca por cursos complementares de capacitação profissional, a Estácio desenvolveu o portal de cursos livres ‘Você Aprende Mais’ com mais de 100 cursos com carga média de dez horas, feitos com aulas gravadas e conteúdo interativo, para que o interessado estude no horário mais conveniente.

Segundo afirma Clinger Moraes, coordenador de portfólio da Diretoria de Cursos Livres da Estácio, os cursos mais procurados são Gestão Financeira para Empresas, Finanças e formação de preços em Marketing, Matemática financeira e Visão estratégica no gerenciamento de pessoas. “Queremos ampliar continuamente o portfólio, abrangendo sempre novas áreas de conhecimento, como Certificação Tecnológica. Nossa meta é oferecer 200 cursos livres até o final do ano e consolidar o portal como referência”, afirma.

Cursos de verão

Com 50 anos de experiência no segmento da educação, o Glion Institute of Higher Education, na Suíça, está entre as melhores escolas de hotelaria do mundo. O instituto, que já formou nove mil alunos de 125 países, oferece cursos de verão com duração de duas semanas no campus de Londres.

“Os cursos são projetados para os apaixonados por hospitalidade e oferecem uma visão sobre o mundo da hotelaria de luxo. Os tópicos abordados incluem conceito e design para restaurantes, preparação e planejamento em alimentos e bebidas e gestão de eventos, desde o projeto até a implementação”, destaca a relações públicas do Glion, Alexia Robinet.

O programa inclui oficinas e workshops, jogos entre os participantes, além de visitas a hotéis cinco estrelas da capital inglesa e experiências gastronômicas. A ideia é unir teoria e prática e proporcionar a vivência do dia a dia do setor.

A Ecole Hôtelière Lausanne (EHL), também na Suíça, oferece um programa de curta duração voltado exclusivamente aos executivos da indústria da hospitalidade. Desenvolvidos pela Hospitality Consulting Lausanne (LHC), subsidiária da EHL, os temas abordam questões cruciais acerca do ambiente de negócios e práticas de gestão, e são ministrados por líderes e especialistas da instituição.

São quatro módulos (com três dias cada), que abordam temas operacionais – Revenue Management, criação de valor e inovação em Alimentos e Bebidas e tipos de operações para abertura de hotéis -; Finanças e Marketing – melhoria do desempenho de negócios e engenharia social e sensorial em Marketing -; Estratégias e desenvolvimento de negócios – resiliência estratégica, excelência em serviços, desenvolvimento de projetos e inovação para hospitalidade, insights estratégicos -; e liderança e gerenciamento – A liderança feminina no século 21, a chave para a eficiência pessoal, acessando e identificando talentos.

Já na Cornell University, nos Estados Unidos, destaque para o curso de gerenciamento de operação hoteleira, com o qual o profissional tem a oportunidade de desenvolver habilidades como gestão e liderança, além da comunicação e habilidades analíticas. A ideia é fornecer uma compreensão elementar da indústria da hospitalidade através de exposições realistas do dia a dia.

Os alunos são responsáveis por produzir um plano de negócios e operar um hotel com 250 quartos, tomando decisões e resolvendo problemas de todos os setores. Ao final do curso, as interpretações e análises dos alunos devem ser apresentadas de forma concisa e profissional em forma de relatório.

Nível operacional

Para o público operacional, o Senac oferece uma série de cursos em diversos segmentos, como formação de camareira em meios de hospedagem, gestão de serviços de hospedagem, técnicas para recepcionista de hotéis e para concierges, garçons e garçonetes, técnicas do trabalho de copeiro, iniciação no mundo do vinhos, básico em confeitaria e cervejas, entre muitos outros com duração de 20 a 200 horas.

A Universidade Anhembi Morumbi também possui uma grade de educação executiva nos segmentos de Administração – Gestão de projetos, Criatividade e Inovação; Comunicação efetiva empresarial; Gestão de Portfólios e projetos -; Finanças – Planejamento e controle financeiro, mercados financeiros e estratégicos de funding e Gestão de portfólio de oportunidades -; Gestão de Pessoas – Recrutamento e seleção, Gestão de recursos humanos, Legislação trabalhista, entre outros -; Liderança – Direção estratégica em negócios internacionais -; Marketing e Vendas – Gestão e conceituação de marcas, Gestão da comunicação integrada, Marketing de relacionamento, entre outros -; Operações e Tecnologia da Informação – Tópicos Avançados em comércio eletrônico, Modelos de negócio na web, Gestão de estoque e logística, entre outros.

Já a Fundação Getúlio Vargas possui um programa específico para cursos de curta duração chamado Cademp. Todas as aulas, de 80 opções de cursos com carga que varia de 16 a 32 horas, são voltadas para a prática e têm como objetivo principal oferecer treinamento rápido e específico a profissionais de vários segmentos. Entre os temas apresentados estão Gestão de Pessoas, Contabilidade e Finanças, Direito, Marketing e Vendas, Logística, Operações.

Deixe uma resposta