Chá da tarde

Uma pausa no meio da tarde para se deliciar com bolos, pães, doces, chás e sucos é uma ótima pedida, não? Famílias em férias curtindo a piscina do hotel, profissionais em treinamento ou reuniões, amigos que se encontram para bater um papo. Não importa o segmento ou a localização do seu empreendimento, oferecer um chá da tarde repleto de quitutes pode representar renda extra para o setor de Alimentos e Bebidas e/ou promover um significativo ganho de imagem, caso a refeição seja cortesia aos hóspedes.

Para Marina Araújo, professora do curso de Hotelaria da Universidade Anhembi Morumbi (SP), os clientes de lazer respondem pela maior demanda por esse tipo de refeição, entre eles casais e famílias, principalmente aquelas com crianças. “Porém, o chá da tarde não é exclusivo de resorts, podendo ser servido inclusive em hotéis de luxo dos grandes centros urbanos”, afirma.

Caso do Palácio Tangará (SP), que oferece duas versões do chá da tarde tradicional inglês: de segunda à quinta-feira, das 15h às 19h. A experiência contempla seis tipos de finger sandwiches, fine pastries, scones frescos com compota de frutas vermelhas, doce de leite e chantilly; além de uma seleção de viennoiserie – todos produzidos pelo chef pâtissier do hotel e servidos em formato torre.

Leia a matéria completa na edição 411

Deixe uma resposta