hotelnews

busca

2018
23
10

Difícil é ser simples

POR PAULO MÉLEGA

Paulo Mélega

Na vida o difícil é ser simples. Pode parecer estranha essa frase, mas não é. Vale para a sua vida particular, trabalho, estudos, relacionamentos e gestão. Até para a gastronomia, tendo em vista que o título desse artigo é a célebre frase do chef de cozinha Paul Bocuse. Pensar simples significa ter clareza sobre o que ocorre, resulta da visão do que realmente importa, sem excessos, supérfluos, extravagâncias, distrações. Simples não é o contrário de complexo, mas sim o oposto de complicado.

Peça a um aluno para fazer um resumo de uma determinada matéria em apenas dois parágrafos, e verá a dificuldade que existe em se entender o principal. Um texto curto deve ser objetivo, direto, completo, apenas com a ideia central. Deve ser simples. Mas a maioria das pessoas tem mais facilidade em “resumir” algo em textos longos, complicados, cheios de voltas.

No mundo corporativo isso ocorre também em longos e-mails, cheios de explicações e “excessos de comunicação”, que acabam não sendo lidos (isso mesmo!), ou seja: perdem seu objetivo principal. Ou, em reuniões longas, com defesas de ideias desconexas e confusas. Já presenciou um bom orador/palestrante? Percebeu como a comunicação é simples?

Coco Chanel afirmava que o “luxo é o oposto do banal”. Já pensou em uma definição mais simples e completa do que essa? E para algo que poderia ser extremamente difícil de definir. A partir dessa visão objetiva, a famosa estilista conseguiu revolucionar a sua atividade.

Existem ainda inúmeros outros exemplos de simplicidade de pensamento, de estilo de vida, tais como Steve Jobs. Jack Welch, que foi eleito o executivo do século pelo seu trabalho na GE, disse que o segredo da sua gestão vencedora está no desafio da simplicidade, ou seja, tornar ambientes complexos em sistemas simples e fáceis de operar.

Veja aqui que pensar e agir de forma simples não significa ser simplista - isso sim é consequência de pouca informação, reflexão, sabedoria e ausência de alternativas. Pensar e agir de forma simples são uma escolha, uma visão, uma habilidade, e não consequência de pouco tempo ou entendimento parcial de uma situação.

Existem empresas que criam burocracias e complexidades no modelo de gestão que afastam as pessoas do pensamento simples. Criam isso para não serem simplistas. Deixam de pensar e agir com simplicidade e se perdem. Conheço redes que possuem mais de 60 indicadores de performance, apenas financeiras. É muito!

E se você perguntar como está o negócio, quais são as perspectivas, o gestor não sabe responder. Por quê? Porque só olha para os fragmentos de indicadores, e não consegue “resumir” de uma forma objetiva o que acontece em sua rede, em seu hotel.

Quem acompanha tantos indicadores na verdade não acompanha o negócio. O gestor não pode perder a noção do todo, deve ter o pensamento claro e simples sobre quem é o seu cliente, quais são seus diferenciais, o que é de fato relevante para o seu negócio. Criticamos a complexidade das regras fiscais e trabalhistas, mas criamos normas tão complexas dentro das nossas empresas que as equipes perdem a noção do todo e deixam de pensar simples.

Por fim, lembre-se da frase atribuída a Leonardo da Vinci: “a simplicidade é o último degrau da sofisticação”. Pensar e agir de forma simples são o estágio mais difícil de alcançar, mas é o que devemos buscar.

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













c�digo captcha



arquivos


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook