hotelnews

busca

2016
08
07

A importância da qualidade de acústica em hotéis

POR CARLOS CARUY

Placo, Acústica

Conforto deve ser o elemento essencial que permeia todos os serviços oferecidos por um estabelecimento hoteleiro. A palavra, porém, envolve muito mais do que o senso comum pode fazer lembrar, como colchões macios e um bom restaurante. Para proporcionar uma estadia sem incômodos, privacidade e tranquilidade são itens primordiais – e alcançar esses dois quesitos passa necessariamente por garantir uma boa qualidade acústica ao estabelecimento.

Ouvir o que se passa no quarto ao lado é seguramente um dos grandes problemas. Menos perceptível, mas igualmente desagradável, é fazer refeições ou mesmo participar de eventos em ambientes barulhentos, com muita reverberação, para citar um exemplo, dificulta conversas e torna a experiência um verdadeiro incômodo. Para os hotéis, resolver essas questões é ao mesmo tempo primordial e desafiador, dada a quantidade de atividades diversificadas oferecidas pelos estabelecimentos. Afinal de contas, como fazer os sons da piscina ou dos eventos não chegarem aos quartos?

As soluções são variadas e envolvem desde o projeto da edificação à operação do estabelecimento. A disposição dos espaços internos deve evitar que áreas tipicamente geradoras de ruídos, como as de lazer, restaurantes, salas de eventos ou casas de máquinas, fiquem próximas aos quartos. Também é preciso avaliar o desempenho e impacto acústico dos elementos e sistemas instalados na edificação, como portas, janelas, ar condicionado, elevadores, equipamentos de áudio e vídeo.

As técnicas construtivas são outro fator a ser considerado. Algumas podem transformar as paredes em verdadeiras barreiras, enquanto outras prezam pela absorção acústica, como a instalação de painéis ou forros em salas de convenção e restaurantes, melhorando a inteligibilidade da fala de um palestrante ou tornando o jantar mais agradável.

Nesse processo de busca pelo conforto acústico, o drywall tem mostrando bastante eficaz. O alto desempenho de isolação acústica e a resistência do material o tornam capaz de ser aplicado em diversos ambientes dentro do estabelecimento hoteleiro. O mesmo se aplica às reformas dos hotéis, ocasiões em que os elementos usados para tratamento acústico, como paredes, forros ou painéis devem estar integrados e ser funcionalmente e esteticamente compatível com a arquitetura. Nesse caso, a versatilidade de tipologias do drywall o credencia para ser utilizado em inúmeras situações. Além disso, sua rapidez de instalação, durabilidade, facilidade na renovação dos espaços internos e de manutenção o tornam o sistema construtivo ideal para este tipo de edificação.

É importante observar que unir qualidade acústica e estética com a arquitetura tende a ser um trabalho bastante desafiador, tornando necessária a colaboração entre vários profissionais envolvidos, como arquitetos, designers de interiores e especialistas em acústica. É também válido reforçar que o resultado final depende ainda da boa concepção do empreendimento hoteleiro (projeto), boa execução das obras e de uma política de operação e conservação adequada visando assegurar a satisfação e segurança dos hóspedes e a consequente sustentabilidade do estabelecimento.

Carlos G. Caruy é gerente Técnico, Produtos e Desenvolvimento da Placo do Brasil

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













código captcha



arquivos


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook