hotelnews

busca

2019
21
03

Outro recomeço para o Turismo brasileiro?

POR MARIANA ALDRIGUI

mariana aldrigui

Diz a letra do samba que recomeços são sempre necessários – a gente “levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”. Natural da vida, pessoal e profissional. E acontece também em empresas, especialmente frente às grandes e abruptas mudanças que se apresentam. Que dirá então de mudanças de governo?

Exceção (rara) de reeleições em que até o apoio legislativo se mantém, todo início de novo governo é recomeço. Demora a engrenar, e acaba tendo que selecionar projetos que tragam resultado evidente a curto prazo para apresentar aos eleitores e apoiadores e, quem sabe, pensar em continuidade. No Turismo brasileiro já se vê mais um recomeço – esse talvez bem mais complicado que os anteriores.

 O Ministério, que não ia sobreviver, foi moeda de troca para apoio legislativo; o presidente eleito até fala mais de turismo que os antecessores, mas não parece que vai ter tempo na agenda para discutir o tema a fundo. O ministro indicado tem tanto conhecimento de turismo quanto aquele aluno que, ao não saber o que escolher como carreira, opta pelo sistema de eliminação – não tem matemática, não tem sangue, não parece difícil, deve ter viagens...

E, para melhorar, tem quase nenhuma experiência política – estaria iniciando agora o seu segundo mandato como deputado federal. Sua primeira entrevista, ainda antes de assumir o posto, mas já indicado oficialmente, foi concedida a uma rádio de Minas Gerais e ele afirmou – antes de qualquer coisa, sou mineiro e minhas ações serão focadas neste estado. Bem adequado para um ministro que deve atuar para todos os estados.

Sim, é uma fala política, como serão também todos os gestos e discursos – nenhuma novidade. E menos novidade vem do grupo que rapidamente se aproximou e ofereceu apoio, nomes e sugestão de pautas – os mesmos de sempre, com a mesma visão parcial e com leituras muito particulares sobre o que é necessário ser feito pelo turismo nacional.

Foram exonerados praticamente todos os profissionais que construíram os projetos desde 2003, e serão substituídos por aqueles que compactuam com a “ideologia” de um governo que se diz “sem ideologia” (é difícil de explicar, mas muito fácil de entender). Não houve divulgação de praticamente nenhuma ideia norteadora das ações que fossem diferentes daquelas que direcionaram as ações dos ministros (e, portanto, dos governos) anteriores. 

Fala-se, de novo, em ações de promoção e divulgação – e mais uma vez veremos a metáfora da construção do telhado antes das paredes de sustentação – o que implica, muito provavelmente, em gastos equivocados (como aquele da promoção do Brasil na Rússia feita em inglês em cidades onde quase não se fala o idioma). 

Há dois grandes aspectos que não podem, jamais, fugir do foco da gestão pública do turismo nacional: primeiro, a disponibilidade de recursos (renda familiar) e condições de emprego que permitam às pessoas programarem suas férias e viajarem pelo país, uma vez que retração na economia implica em desemprego e o turismo é o primeiro a ser afetado; depois, a imagem do país no exterior, consolidada, e não a que aparece em propagandas institucionais. Esta, infelizmente, bastante prejudicada pela quantidade de episódios lamentáveis que têm acontecido por aqui. 

Ao mesmo tempo que ainda é “muito cedo” para exigir resultados do novo governo, é muito tarde – tarde demais, talvez – para esperar que todo um novo quadro seja composto, e aprenda, do zero, o que é turismo e quais são as idiossincrasias do turismo brasileiro – especialmente considerando que muito do que já foi dito e usado como exemplo de sucesso não funcionou, não funciona e não funcionará neste país.

* Mariana Aldrigui é professora de Turismo na Universidade de São Paulo. Pesquisadora na área de Turismo Urbano e Políticas Públicas. Presidente do Conselho de Turismo da Fecomercio-SP. Contato: aldrigui@usp.sp

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













c�digo captcha



arquivos


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook