hotelnews

busca

acontece / em foco

2019
09
09

II Fórum Nacional da Hotelaria debate novos modelos de negócios

FOHB, Fórum Nacional da Hotelaria

O II Fórum Nacional de Hotelaria - que aconteceu hoje (9) no Centro de Convenções Pullman e Grand Mercure Vila Olímpia, em São Paulo (SP) – realizou o painel “Novos modelos de desenvolvimento de hotéis, revolução ou evolução?”, que teve a participação de Flavia Lorenzetti, diretora-executiva da rede Selina no Brasil; Patrick Mendes, CEO da AccorHotels na América do Sul; e Vinícius Marques, VMV Group; e mediado por Gabriela Otto, da GO Consultoria.

A mediadora Gabriela Otto, CEO da GO Consultoria, explicou como a criatividade é importante para resolver problemas. “O setor hoteleiro sabe bem como aplicar a criatividade nas suas operações. A empresa hoteleira do futuro precisa de inovação e a hospitalidade agora está calcada em marcas de consumo. A inovação e a criatividade já mudaram o perfil dos negócios. O recado é não se preocupar com o Airbnb, a criatividade já pode colocar no mercado modelos de hospedagem híbridos de hotéis e Airbnb, mas com limpeza e segurança, como nos hotéis tradicionais. Os aplicativos estão nas nossas mãos para facilitar a nossa vida, e o hotel que perceber essas possibilidades, terá grande vantagem”.

Flavia Lorenzetti fala sobre os investimentos em hospitalidade da rede Selina. “Investimos em tecnologia na Selina e não excluímos as pessoas. Na Selina a tecnologia não é o fim, é o meio para que as coisas aconteçam. A Selina não vende acomodação, e sim a experiência. Esse conceito aproxima as pessoas que buscam se relacionar com as pessoas e com o lugar em que estão. Quanto à tecnologia, já lançamos um aplicativo que facilita a reserva, oferece descontos e conecta pontos”.

 

Flávia Lorenzetti e Vinícius Marques

Para Patrick Mendes, a evolução é a palavra chave do momento. “A viagem de turismo representa 10% do valor total das viagens no mundo. Precisamos inovar na satisfação do cliente, customizando os serviços e oferecer experiências exclusivas para cada cliente.”

De acordo com o executivo, o Grupo Accor inovou para oferecer o melhor aos seus clientes, com eixos de tecnologia e experiência diferenciada. “O turismo vai se transformar em um dos maiores setores mundiais e um dos menos impactados com a tecnologia. Por isso, a hotelaria “tradicional” precisa ter sua imagem mudada e desenvolver conceitos inovadores. Outros players de tecnologia estão desenvolvendo aplicativos que colocam uma infinidade de opções no smartphone, facilitando e ampliando ainda mais as possibilidades do setor.”

Segundo Vinícius Marques, a tecnologia é importante, mas não é tudo, e a experiência é muito mais valiosa. “Além da tecnologia, a experiência de cada indivíduo é o que faz a diferença. É uma questão biológica do ser humano trocar experiências, conhecer pessoas e interagir com o lugar. A tecnologia tem que substituir o trabalho braçal e fazer valer a pena estar fora de casa.”

O executivo destaca a importância de realizar parcerias interessantes. “Bons parceiros podem fazer a diferença, integrando serviços que não podemos realizar. Estamos num processo de evolução, revolução é para quem insiste em não se adaptar.”

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













código captcha



notícias relacionadas


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook