hotelnews

busca

2011
17
05

Leardini prevê produção 20% maior até 2014 com incorporação da Cavalo Marinho

Leardini Pescados e Cavalo Marinho unem-se para formar o grupo Leardini

leardini pescados, cavalo marinho, produção, ampliação, projeções

Com projeções ambiciosas, a fornecedora de pescados Leardini junta-se com a Cavalo Marinho, indústria de cultivo de mariscos e ostras com sede em Palhoça (SC), para formar o grupo Leardini. A ideia, a partir de então, é ampliar a produção em 20 vezes até 2014, e, para que isso aconteça, a empresa prevê um aporte de R$ 30 milhões nos próximos dois anos.

“Pretendemos iniciar um amplo trabalho de profissionalização e inserção tecnológica no setor de cultivo, para tornar o produto nacional competitivo nos mercados estrangeiros, além de abastecer o mercado interno com qualidade e preços compatíveis com os praticados internacionalmente”, garante o presidente da empresa, Attilio Leardini. Segundo o executivo, atualmente, as ostras e mariscos brasileiros atingem preços 70% mais elevados que o similar importado.

“A Leardini sempre acreditou no enorme potencial da aquicultura para o nosso País. Agora, vamos trabalhar para que peixes e frutos do mar produzidos em cativeiro passem a ocupar lugar de destaque entre as proteínas da dieta dos brasileiros”, afirma.

Para Luiz Valle, principal executivo da Cavalo Marinho, ter a Leardini como sócia majoritária permitirá modernizar o processo de cultivo, aumentando o volume da produção e reduzindo custos. “Temos um produto de muito mais qualidade, mais saboroso, mais bonito e atraente para o consumidor que o importado, mas perdemos no processo artesanal de cultivo. Com a Leardini, reuniremos as condições para mudar esse quadro”, comemora Valle. A Cavalo Marinho continuará a operar com independência e manterá seus 70 funcionários.

Segundo Attilio Leardini, um grande projeto foi apresentado ao Ministério da Aquicultura e Pesca, para mecanizar toda a atividade produtiva da Cavalo Marinho, substituindo processos artesanais e isolados por modelo de trabalho integrado, com enfoque na automação. Esse tipo de cooperação, que já é realidade na indústria agrícola, será a base do trabalho do Grupo na região. “Estamos certos de que com tecnologia, experiência e apoio do Ministério da Aquicultura e Pesca, o Grupo Leardini terá todas as condições de recolocar o Brasil no ranking dos mais importantes fornecedores de pescado do mundo”, afirma Valle.

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













código captcha



notícias relacionadas


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook