hotelnews

busca

2015
24
04

ExpoVinis - Vinho ainda é um produto elitista no Brasil, afirma Paulo Brammer

Paulo Brammer, enólogo e sommelier

ExpoVinis, Paulo Brammer, Eno Cultura, vinho

No último dia de atividades da ExpoVinis, que acontece na capital paulista desde a última quarta-feira (22), Paulo Brammer falou sobre como aumentar o consumo da bebida no País. O enólogo e sommelier começou sua apresentação falando sobre as dificuldades que ainda fazem com que o vinho seja um produto elitista no Brasil.

"A falta de conhecimento e o execesso de formalidades provocam um afastamento do consumidor final. Para se ter uma ideia, o consumo no País é de uma garrafa de vinho fino per capita por ano. É preciso superar fórmulas cansadas, ultrapassadas, que não condizem mais com a realidade dos clientes. Isso é possível através de um treinamento adequado dos profissionais, para que eles tenham propriedade e segurança ao apresentar a carta de vinhos do empreendimento", afirma Brammer.

O especialista, que integra a equipe da academia Eno Cultura, elencou alguns tópicos essenciais para manter um ciclo de bom relacionamento na cadeia do vinho. Primeiramente é preciso que haja uma compra seletiva, ou seja, com fornecedores diversificados, e negociando formas de favorecer seu nicho de mercado, a partir de incentivos de vendas.

Brammer também falou da importância da oferta inteligente, que deve ser formatada por meio de estudo demográfico dos compradores. Somente após detectar as demandas e preferências da clientela, é possível desenvolver um conceito de acordo o padrão do público.

"Algumas ações simples também podem gerar muitos resultados, como promover eventos que despertem a curiosidade dos consumidores, desde degustação às cegas, até a exibição de filmes acompanhados de vinhos. É preciso antecipar a expectativa dos clientes", acredita.

Hotelaria
Ao ser questionado sobre o papel da bebida no segmento hoteleiro, Brammer pontua que é preciso haver campanhas de incentivo para aumentar o consumo dentro dos empreendimentos, como oferecer jantares harmonizados, fazer eventos temáticos, ou mesmo possuir uma ambientação que remeta e seja convidativa ao tema.

"Os hotéis têm um grande fator que pode ser explorado: o público estrangeiro. Esses visitantes estão habituados a consumir vinho, pois é um item que faz parte da cesta básica de muitos países. É uma oferta que faz bastante diferença, possui um retorno rápido de investimento, e pode ser uma excelente ferramenta de marketing e mídia", afirma.

Sobre as adegas de hotéis que merecem destaque, Brammer cita o Fasano, o Copacabana Palace (RJ), o Tivoli Mofarrej (SP), e o Skye Bar e restaurante, no hotel Unique.

álbum de fotos

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













código captcha



notícias relacionadas


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook