hotelnews

busca

2014
28
11

Matrix Health lança salgante sem sódio

Única restrição é quanto ao cozimento. O produto não deve ser submetido a temperaturas acima de 180ºC

bio salgante, matrix, sal, cloreto, salgante

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo de sal (cloreto de sódio) recomendado é de dois gramas por dia, podendo-se chegar ao máximo de cinco. Pesquisas mostram que, em geral, o brasileiro consome mais que o dobro do limite, chegando a ingerir 12 gramas de sal diariamente. “As consequências da chamada pressão alta são muitas, sendo que em casos mais graves o paciente pode vir a ter um infarto do miocárdio, muitas vezes levando-o à morte instantânea”, afirma o sócio-diretor da Matrix Health, Nilson Capozzi.

O problema é tão grave que em 2012 o Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (Abia) anunciaram mais uma etapa de um programa para redução de sódio em produtos processados no Brasil, estipulando a diminuição do uso de sal nos caldos, temperos, margarinas e cereais matinais. Nas etapas anteriores, foram definidas metas de redução de sódio em produtos como massas instantâneas, pães de forma, batatas fritas e biscoitos. A expectativa é que a quantidade de sódio no mercado reduza pelo menos 8,8 mil toneladas até 2020.

De olho nessa demanda, a Matrix Health lançou um salgante sem sódio para substituir o sal refinado. Criado após cinco anos de pesquisas comandadas por Massayoshi Yoshida, químico, farmacêutico, professor da USP com especialização nos EUA, e colaborador de muitas empresas farmacêuticas nacionais e multi-nacionais, o produto foi testado pela Unifesp em ratos normotensos (sem hipertensão arterial) e hipertensos.

O resultado é que após sete e dez dias ingerindo a dose equivalente à recomendada para ingestão humana de sal comum, tanto os normotensos como os hipertensos apresentaram aumento da pressão arterial. Com o Bio Salgante, que é à base de cloreto de potássio, os grupos apresentaram a manutenção da pressão arterial.

O Bio Salgante, que está registrado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), promete ser uma opção mais saudável tanto para hipertensos quanto para normotensos, certamente mudando o nosso jeito de consumir alimentos salgados. Com um paladar agradável e extremamente próximo ao do sal, muitas vezes seu uso nem foi percebido em testes cegos. Sua única restrição em relação ao sal comum é que o salgante não deve ser submetido a temperaturas superiores a 180ºC, devendo passar por um processo de cozimento mais brando.

“Ficamos extremamente felizes por conseguir desenvolver um produto tecnicamente tão bom e capaz de auxiliar na manutenção da pressão arterial. Isso certamente garante mais sabor e prazer às pessoas que são obrigadas a manter dietas hipossódicas e àquelas que desejam preservar-se dos malefícios do sal, como a retenção de líquidos e sobrepeso hídrico”, conclui Capozzi. 

Compartilhe:

  • Email
  • Postar no Twitter
  • Postar no Delicious
  • Postar no Technorati
  • Postar no Digg
  • Postar no Google
  • Postar no Facebook
  • Postar no Yahoo
  • Postar no Windows Live













código captcha



notícias relacionadas


hotelnews

privacidade e segurança Copyright 2000/2014 KRM Edições e Comércio Ltda
Site mantido por Lutimo | Studio

Instagram

Facebook